Guia Prático para Integração ASG na Avaliação de Gestores

28 de outubro de 2019

O “Guia Prático para Integração ASG na Avaliação de Gestores”, de iniciativa da Abrapp e da SITAWI Finanças do Bem, com apoio do PRI e do CDP, é uma atualização da publicação “Guia da EFPC Responsável: Seleção e Monitoramento de Gestor Terceirizado com Critérios ASG”, lançada em 2017 pelas mesmas instituições.

O guia é uma atualização da edição 2017, incorporando as resoluções CMN 4.661/2018 e PREVIC 6/2018, que determinam integração de questões ambientais, sociais e de governança (ASG) na política de investimentos e gestão de riscos das EFPC.

O principal objetivo é fornecer diretrizes e ferramentas para apoiar investidores institucionais na evolução de suas práticas de investimento responsável, em especial, na avaliação da capacidade do gestor terceirizado em integrar aspectos ASG na gestão de investimentos. Além das EFPC associadas à Abrapp, o Guia também pode ser útil aos gestores de recursos, como diretriz para incorporação de práticas de investimento responsável em seus fundos.

“Através das resoluções CMN 4.661/2018 e PREVIC 6/2018, estamos vendo um importante avanço regulatório no Brasil para promoção da integração de questões ambientais, sociais e de governança na política de investimentos e gestão de riscos no setor de fundos de pensão. Paralelamente, a comunidade internacional se mobiliza em torno de iniciativas voluntárias para promover maior alinhamento do setor financeiro com o desenvolvimento sustentável, como os ODS e a TCFD. Buscando se adequar a esse novo contexto, o Guia traz um questionário de due diligence com perguntas objetivas, critérios de pontuação e pesos para avaliar gestoras e fundos em cinco classes de ativos, indicando o caminho para proprietários e gestores de ativos avançarem no tema”.
Beatriz Ferrari, analista sênior da SITAWI e co-autora do Guia