Caminhos da Responsabilidade Socioambiental no BNDES – Uma avaliação da evolução no período de junho/2016 a junho/2017

5 de setembro de 2017

Tweet about this on TwitterShare on Facebook

No período de junho/2016 a junho/2017, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) passou por uma série de mudanças estruturais e operacionais. Dentre as modificações anunciadas, várias impactam a gestão socioambiental do banco. Além destas, o banco avançou na implementação da sua Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA), realizando entregas já previstas no Plano Plurianual da PRSA (2014-17). A partir do monitoramento realizado pela SITAWI Finanças do Bem durante o período, foram identificadas doze mudanças de destaque, em quatro dimensões: Governança, Políticas Operacionais, Monitoramento das Operações e Captação de Recursos.

Esse estudo dá continuidade à análise publicada em setembro/2016 “Caminhos da Responsabilidade Socioambiental do BNDES: Análise e propostas para evolução do desempenho socioambiental do banco” e espera contribuir com o monitoramento da sociedade a respeito do banco e com a busca de soluções nesse caminho de evolução de sua gestão socioambiental.

Na análise do que cada mudança pode significar para a gestão socioambiental, foram considerados aspectos internos e externos. Nos casos em que as mudanças anunciadas pelo banco ou os desdobramentos propostos também fazem parte de entregas do Plano Plurianual da PRSA, foram identificados os status destas ações, dentro dos prazos pactuados – já considerando a atualização do Plano, publicada em julho/2017.

Tweet about this on TwitterShare on Facebook

Capa_Caminhos-PRSA-BNDES2