SITAWI realiza empréstimo socioambiental para promover agricultura sustentável na região amazônica

Conectar as pessoas à Amazônia, através do alimento natural e praticando o comércio justo. Esse é o objetivo da Manioca, negócio que leva os ingredientes da Amazônia de forma inovadora, natural e saborosa para todos, gerando desenvolvimento sustentável para região amazônica.

Para reduzir custos de distribuição, se aproximar e capacitar os fornecedores de insumos amazônicos e lançar uma nova linha de produtos, o negócio de impacto, fundado por Joanna Reis, recebeu R$ 200 mil de co-investimento da SITAWI, Conexsus e IDESAM. O negócio foi selecionado para investimento no 1º Fórum de Investimentos de Impacto e Negócios Sustentáveis na Amazônia (FIINSA) iniciativa coordenada pelo IDESAM em parceria com a USAID e CIAT.

Atualmente, a empresa trabalha com 24 produtores agrícolas espalhados em 13 municípios do Pará, sendo 15 agricultores familiares ou pequenos comerciantes com produções próprias. Uma parte do investimento será usado para criar uma rede entre os produtores para trocarem experiências de negócios entre si e facilitar a comunicação com a Manioca. Além disso, essa rede une esforços para a diminuição do desmatamento e a promoção de renda para todos, possibilitando a permanência do homem no campo.

O FIINSA teve como propósito fomentar e alavancar negócios focados na valorização da sociobiodiversidade e no desenvolvimento socioeconômico da região norte. Além da Manioca, o Encauchados de Vegetais da Amazônia, o Peabiru Produtos da Floresta e o Ração+ receberam investimentos para expandirem seus negócios.

Possui um empreendimento de impacto socioambiental como o da Joanna Reis e deseja receber um empréstimo socioambiental? A SITAWI oferece empréstimos a juros abaixo do mercado, condições flexíveis, expertise em finanças e impacto social e apoio estratégico através de uma rede de mentores e voluntários. Cadastre-se e solicite um empréstimo aqui.