SITAWI é o investidor de impacto mais ativo do Brasil

A SITAWI fechou o ano de 2019 como o investidor de impacto mais ativo do Brasil. Ao todo, desde o início da organização, foram 50 transações realizadas para mais de 30 negócios de impacto em todo o país, beneficiando milhares de pessoas. 

“Para a SITAWI, é uma honra ter apoiado esses empreendedores que estão causando transformações tão profundas em nossa sociedade. Sermos o investidor de impacto mais ativo do Brasil em número de negócios apoiados é uma alegria, mas a demanda e o potencial de crescimento são enormes e apontam que estamos apenas no começo da jornada”, pontuou Andrea Resende, gerente de finanças sociais da SITAWI.

Para comemorar esse marco, a SITAWI resolveu compartilhar a história de quatro negócios de impacto em suas redes sociais, mostrando a relevância de cada um deles para a sociedade: Inteceleri, Instituto Peabiru, Egalitê e Fleximedical.

Inteceleri

Fundada em 2013 no Pará, a Inteceleri é uma startup paraense que nasce da iniciativa de pais e professores perante uma realidade nacional: alunos com dificuldades no aprendizado da matemática em formato tradicional.

A empresa desenvolve metodologias de ensino, apoiadas por jogos educativos digitais e equipamentos de realidade virtual, que são utilizados por professores e alunos. Todo o conteúdo é desenvolvido para associar os problemas propostos no ambiente escolar ao cotidiano do aluno, favorecendo o desenvolvimento do senso matemático de maneira interativa e lúdica, com foco no protagonismo do aluno.

A Inteceleri já beneficiou mais de 249 mil alunos e mais de 8 mil professores em 14 cidades na região Norte e Nordeste do Brasil. 

A SITAWI apoiou a Inteceleri para o desenvolvimento de um aplicativo de aprendizado chamado Geometricando. Além do apoio financeiro, a SITAWI ofereceu sua expertise para desenvolver um plano de negócio mais estruturado e no acompanhamento da Gestão e Finanças da empresa.

Instituto Peabiru

Já o Instituto Peabiru é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), que tem por missão facilitar processos de fortalecimento da organização social e da valorização da sociobiodiversidade. Com sede em Belém, atua nacionalmente, especialmente no bioma Amazônia, com ênfase no Marajó, Nordeste Paraense e na Região Metropolitana de Belém (PA). 

Sua atuação se pauta em quatro áreas: Conservação da Biodiversidade: na valorização de polinizadores em serviços ambientais, revitalização de manguezais, conservação de áreas privadas e apoio à revitalização do Parque Zoobotânico do Museu Goeldi, em Belém. Agrofloresta: na assistência técnica a Agricultores Familiares, Povos e Comunidades Tradicionais, para fortalecimento das cadeias de valor da sociobiodiversidade (destacando-se mel de abelhas sem ferrão, mandioca, açaí e pesca), incluindo a comercialização em parceria com a empresa Peabiru Produtos da Floresta. Proteção Social: na garantia de direitos básicos de Crianças, Jovens e Mulheres, em especial através da implementação do Selo UNICEF, nos nove estados da Amazônia legal. Ação Socioambiental Corporativa: em parceria com empresas e associações empresariais, com destaque à participação na Plataforma Parceiros pela Amazônia (PPA). 

O Instituto Peabiru passou por momentos delicados e precisou contar com um financiamento para superar essa fase que quase obrigou a instituição a fechar as portas. Entendendo a importância do Instituto Peabiru, a SITAWI apoiou financeiramente e ofereceu sua expertise para que o Instituto pudesse se reestruturar e continuar o seu impacto socioambiental.

Egalitê

A Egalitê é uma consultoria especializada na inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho, preparando as empresas, seus gestores, RH e equipe a receberem essas pessoas da melhor maneira possível, assim como preparar as pessoas com deficiência a estarem aptas para as oportunidades, por capacitação e treinamento.

Os serviços prestados são: Recrutamento de profissionais com deficiência: através de ferramentas tecnológicas e de colaboradores qualificados, identificam pessoas com deficiência que estejam habilitadas a cumprir as funções propostas para as oportunidades; Palestras e Treinamentos: capacitam os colaboradores e gestores para gerar mais resultado na inclusão. Pesquisa e análise sobre a inclusão de PCD: O objetivo é coletar informações sobre o status atual da inclusão de pessoas com deficiência dentro da empresa para futuras melhorias. Análise de Acessibilidade e Projetos de Inclusão: Verificam a estrutura física e planejam as ações inclusivas da empresa. Consultoria e Suporte: Auxiliam a empresa na organização de documentos para auditorias ligadas a inclusão de pessoas com deficiência e na formatação de planos de ação para autoridades competentes. 

A Egalitê viu a necessidade de estruturar uma equipe de marketing para divulgar sua empresa. A SITAWI ofereceu capital acessível para empresa, com taxas de juros abaixo do mercado e auxílio na tomada de decisão devido a nossa expertise em negócios de impacto.

Fleximedical

A Fleximedical é pioneira na construção e arquitetura de containers, unidades portáteis, carretas e vans de saúde. Sua atuação possibilita que regiões carentes tenham um atendimento médico exemplar. Surgida em 2005 como empresa de inovação tecnológica na área da saúde, a Fleximedical inovou criando instrumentos e mobiliários médicos, consolidando-se no mercado com o apoio de instituições como a FAPESP, USP, CNPQ e CIETEC.

Em 2012, para dar suporte e facilitar a construção de centros médicos móveis, a Fleximedical se uniu ao CIES Global no fornecimento de suas unidades. Dessa forma, simplifica a replicação do modelo do CIES e oferece soluções em saúde com um viés social. Com uma equipe composta por especialistas em elaboração de projetos, instalação e manutenção de unidades de saúde, a Fleximedical tem como foco dois importantes valores: inclusão e sustentabilidade. Para eles, cada projeto é único. Por isso, dependendo das condições de acesso e tamanho da comunidade a ser atendida, a Fleximedical propõe a melhor estrutura física otimizando a relação custo/benefício e a constrói. O CIES, por sua vez, dedica-se a proporcionar atendimento médico de excelência e gestão de processos, com foco na humanização e treinamento.

Seu modelo de atendimento gerou uma demanda que a Fleximedical não estava preparada para receber. Possuíam apenas um caminhão e viram a necessidade da construção de um outro caminhão para que pudessem continuar atendendo os pacientes com a mesma qualidade. A SITAWI apoiou a Fleximedical através de recursos financeiros que permitiram a construção de uma nova unidade móvel de atendimento, gerando mais impacto positivo na vida de milhares de pessoas.

Investimento de Impacto na SITAWI

A área de Investimento de Impacto da SITAWI tem como foco mobilizar recursos para investir e fortalecer negócios de impacto no Brasil. Historicamente, nossos apoios foram concentrados em organizações em fase de crescimento e consolidação que buscam capital em tickets entre R$ 50 mil a R$ 1 milhão. São negócios que vivem o chamado “vale da morte”, em que são muito grandes para atuar com capital próprio, mas muito pequenos para fundos de venture capital ou acessar crédito comercial em boas condições.

Com o objetivo de fortalecer essas organizações e o impacto positivo que elas geram no mundo, oferecemos capital em condições acessíveis e assistência técnica adequada. Para aprofundar o impacto da nossa atuação, consolidamos o programa de apoio aos empreendedores, com os eixos principais descritos abaixo. Reforçando nosso compromisso com o impacto positivo, aprofundamos a utilização da teoria da mudança alinhada à estratégia das organizações apoiadas.

Assista aos depoimentos dos nossos empreendedores apoiados: http://bit.ly/38IDYtl