Programa Território Médio Juruá é reconhecido por “Prêmio Equador” organizado pelo PNUD

Chegando ao fim do terceiro ano de uma jornada com resultados significativos, a iniciativa celebra sua posição entre os finalistas do Prêmio Equador 2020

Organizado pela Iniciativa Equador dentro do Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas (PNUD), o Prêmio Equador é concedido bienalmente e reconhece os esforços de comunidades para reduzir a pobreza por meio da conservação e uso sustentável da biodiversidade. 

O Programa Território Médio Juruá (Programa TMJ), que atua em diversas frentes na promoção de um Plano de Desenvolvimento Territorial para a região do Médio Juruá, no estado do Amazonas, chegou à fase final da premiação, posicionando-se entre as 76 iniciativas de destaque global reconhecidas por seus resultados na promoção de transformações em comunidades locais, áreas rurais e comunidades indígenas. 

O alcance desse reconhecimento após a avaliação de indicadores como impacto, inovação, escalabilidade, inclusão social e igualdade de gênero, reafirma o potencial do Programa TMJ em sua contribuição para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), gerando um legado de mudanças que impactam positivamente as comunidades locais e o futuro da região Amazônica. 

“Nós da SITAWI ficamos honrados de coordenar o Programa TMJ e de ter servido como Secretaria Executiva do Fórum de governança local TMJ nos últimos anos. Os parceiros locais são os protagonistas desta iniciativa coletiva que une as pessoas e a biodiversidade na Amazônia. Localmente, os frutos desse desenvolvimento sustentável são tangíveis. Poder compartilhá-los numa vitrine de destaque internacional como o Prêmio Equador, pode inspirar outros do mesmo jeito como nos inspirou nos últimos anos.”, destaca Roland Widmer, Gerente de Programas da SITAWI.

 Com 8 produtos sustentáveis apoiados, 325 mil filhotes de quelônios soltos na natureza e mais de 900mil hectares de florestas conservadas, o Programa TMJ alcançou diretamente a vida de 2.459 pessoas, promovendo – além da conservação da biodiversidade – melhorias socioeconômicas significativas na região, por meio de cadeias produtivas locais e manejo sustentável dos recursos naturais.   

Para acompanhar os resultados, mais detalhes sobre os projetos e quem faz tudo isso acontecer , acesse o Boletim do Ano II do PTMJ: https://info.sitawi.net/boletim-tmj-ano2

 Sobre o Programa 

O Programa Território Médio Juruá é uma iniciativa de desenvolvimento territorial focada no Médio Juruá, uma região de alta importância biológica no estado do Amazonas, que tem como objetivo a conservação da biodiversidade e a melhoria da qualidade de vida das populações tradicionais e indígenas do território.

O Programa TMJ é financiado pela USAID, Natura e Coca-Cola Brasil, coordenado pela SITAWI em parceria com os membros do Fórum do Território do Médio Juruá. Os parceiros de implementação são a Associação dos Produtores Rurais de Carauari (ASPROC); Associação dos Moradores Agroextrativistas da Reserva de Desenvolvimento Sustentável Uacari (AMARU); Associação de Moradores Extrativistas da Comunidade de São Raimundo (AMECSARA); Associação de Mulheres Agroextrativistas do Médio Juruá (ASMAMJ); Fundação Amazonas Sustentável (FAS) e tem como parceiros estratégicos o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Departamento de Mudanças Climáticas e Gestão de Unidades de Conservação (DEMUC/SEMA).