Primeiro título verde de banco privado brasileiro tem parecer externo da SITAWI

O banco BV, antigo Banco Votorantim, foi o primeiro banco privado nacional a emitir um título verde (green bond), debutando diretamente no mercado internacional. Os US$50 milhões captados serão alocados como funding da carteira de empréstimos do BV em projetos de energia solar fotovoltaica e parques eólicos. O título verde vence em 2024 e saiu com taxa de 3,35%. A SITAWI foi responsável pelo parecer de segunda opinião (SPO) desta emissão, no valor de US$50 milhões. O parecer permite que o BV emita mais títulos verdes no futuro, desde que siga os mesmos critérios já validados de uso dos recursos e reporte. 

“A emissão de títulos verdes por bancos é fundamental para canalizar as finanças verdes às pequenas e médias empresas, que não têm o mesmo acesso ao mercado de capitais e são mais dependentes de empréstimos bancários. A emissão do BV permitirá mais escala no financiamento da energia solar fotovoltaica distribuída no Brasil e conta com mecanismos robustos de seleção de projetos e reporte de impactos. É um exemplo a ser seguido pelos bancos brasileiros”, comentou Gustavo Pimentel, Diretor Executivo da SITAWI.

A emissão do título também contou com a certificação da Climate Bonds Initiative (CBI) – organização global sem fins lucrativos com o objetivo de promover investimentos em grande escala na economia de baixo carbono. 

Os títulos verdes são instrumentos de dívida como debêntures, Letras Financeiras, CRA, LCA, FIDC, entre outros, que se comprometem a financiar ativos verdes ou que visem a mitigação das mudanças climáticas.

A SITAWI é a organização brasileira com maior experiência na avaliação externa de títulos verdes, responsável por mais de 95% das emissões brasileiras domésticas (23), que já captaram mais de R$ 6 bilhões para projetos e ativos verdes. Também criou uma taxonomia nacional de projetos e um guia para emissores.

Leia a reportagem do Valor Econômico sobre a emissão.