Prêmios Empreendedor Social e Folha Empreendedor Social de Futuro estão com as inscrições abertas

A 14ª edição do concurso mais importante e respeitado da América Latina, Prêmio Empreendedor Social – voltado a brasileiros idealizadores de iniciativas socioambientais inovadoras com mais de três anos de atuação – está com as inscrições abertas até 20 de maio. Criada pela Folha de S. Paulo e Fundação Schwab, a premiação reconhece iniciativas em áreas como Educação, Saúde, Tecnologia Assistiva, e Meio Ambiente. Vencedores e finalistas dos concursos  terão acesso a benefícios que totalizam R$ 350 mil.

Os empreendedores de até 35 anos, gestores de negócios que estão em fase inicial (de um a três anos), podem concorrer ao 10o Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro. As inscrições para ambas premiações podem ser feitas pelo site  bit.ly/2K09fwg .

São Paulo, 6 abril de 2018O principal concurso de empreendedorismo socioambiental da América Latina e um dos mais concorridos do mundo, o Prêmio Empreendedor Social chega à 14ª edição. Criada em 2005 pela Folha de S. Paulo e Fundação Schwab, a premiação está com as inscrições abertas até 20 de maio para líderes de iniciativas inovadoras e de impacto social, com mais de três anos de atuação, em áreas como Saúde, Educação, Tecnologia Assistiva e Meio Ambiente, entre outras. Os gestores de negócios sociais, cooperativas, OSCIPS, ONGs e startups com foco socioambiental – que estão em fase inicial (de um a três anos) –, por sua vez, podem se inscrever para a 10ª edição do Prêmio Folha Empreendedor Social de Futuro. Os vencedores e finalistas terão acesso a benefícios que totalizam R$ 350 mil em forma de mentorias, capacitação e cursos de qualificação em instituições como Insper e Fundação Dom Cabral.

O Prêmio Empreendedor Social tem o objetivo de selecionar, premiar e fomentar os líderes socioambientais mais empreendedores do Brasil, que desenvolvam há mais de três anos iniciativas inovadoras, sustentáveis e com comprovado impacto socioambiental. Além da projeção nacional e internacionalmente dos líderes selecionados, a Folha de S. Paulo e a Fundação Schwab – correalizadora do Fórum Econômico Mundial de Davos e idealizadora da premiação no mundo – oferecem um alto nível de qualificação e networking, viabilizando aos premiados a conquista de maiores e melhores indicadores em sustentabilidade, impacto social direto e indireto, influência em políticas públicas e escalabilidade para seus projetos.

“Chegamos à 14a edição da premiação com uma rede de cem líderes de projetos e negócios de impacto que oferecem ao país tecnologias sociais inovadoras para a resolução de problemas e carências em áreas estratégicas como educação, saúde, desenvolvimento humano e meio ambiente”, afirma Sérgio Dávila, editor-executivo da Folha de S.Paulo. A Rede Folha de Empreendedores Socioambientais é composta de finalistas e vencedores do prêmio, que ganham a chancela do jornal e visibilidade para suas iniciativas.

Desde a criação, em 2005, o Prêmio Empreendedor Social contou com 2.822 inscritos de todo o Brasil, um recorde da premiação no mundo. “Os empreendedores sociais são a voz da inovação no mundo e no Brasil temos na Folha um parceiro que nos possibilitou encontrar pessoas engajadas à frente de grandes organizações”, diz Hilde Schwab, fundadora e presidente da Fundação Schwab.

O Folha Empreendedor Social de Futuro, por sua vez, é dedicado aos líderes sociais de até 35 anos que estão à frente de iniciativas mais recentes, com um a três anos de atuação. Criada pela Folha de S. Paulo em 2009, essa premiação utiliza os mesmos parâmetros internacionais da Schwab para avaliar e contemplar propostas inovadoras que ainda precisam de visibilidade e de capacitação para aumentar sua atuação e influência.

O Prêmio Empreendedor Social tem patrocínio de Coca-Cola e IEL (Instituto Euvaldo Lodi) – iniciativa da Confederação Nacional da Indústria. Conta com apoio do Instituto C&A e Instituto Porto Seguro, além da parceria estratégica da ESPM, Fundação Dom Cabral, Insper e UOL.

VENCEDOREEmpreendedor Social ReduzidoS DA EDIÇÃO 2017

Valdeci Ferreira, fundador da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados, venceu o Prêmio Empreendedor Social com um modelo de franquia de unidade prisional sem guarda e arma, já exportado para 19 países. Voluntário há mais de 30 anos, Ferreira conquistou o maior concurso da área na América Latina. O Empreendedor Social de Futuro foi vencido por Ralf Toenjes, do Renovatio – ONG que leva óculos de baixo custo e diagnóstico oftalmológico para o interior do Brasil. Com um negócio que leva alimentação saudável para comunidades em cinco Estados, Hamilton da Silva, empreendedor do Saladorama, venceu a categoria Escolha do Leitor com 56% dos votos.

Os vencedores de 2017 foram eleitos por um júri composto por especialistas de diferentes áreas. Participaram da avaliação deste ano, a presidente do Conselho da Fundação Schwab, Hilde Schwab; Maria Cristina Frias, colunista de “Mercado” na Folha; Renato Janine Ribeiro, ex-ministro da Educação e professor na USP; e Ronaldo Iabrudi, diretor-presidente do Grupo Pão de Açúcar. Também foram jurados Regina Esteves, diretora-presidente da Comunitas, organização que estimula investimento social corporativo; Marilene Ramos, diretora das áreas de Energia, Gestão Pública, Socioambiental, Saneamento e Transporte do BNDES; Sérgio Andrade, vencedor do Prêmio Empreendedor Social 2015; e João Carlos Martins, pianista e maestro.

BENEFÍCIOS DA PREMIAÇÃO EM 2018

Os vencedores e finalistas dos prêmios Empreendedor Social e Folha Empreendedor Social de Futuro terão os perfis publicados em caderno especial – que circula nacionalmente na Folha de S. Paulo – e no site da Folha. Todos os selecionados receberão um kit com um extenso e completo relatório de avaliação, segundo os exigentes critérios das premiações, além de fotografias e vídeo jornalísticos sobre o trabalho, para uso livre de divulgação.

Todos os finalistas serão certificados em um evento a ser realizado em São Paulo, do qual participarão com todas as despesas pagas de transporte e hospedagem. A cerimônia reunirá lideranças políticas, empresariais, acadêmicas e da sociedade civil. Essa visibilidade significa potencial de apoio em âmbito nacional.

Os eleitos, por sua vez, serão convidados a integrar a Rede Folha de Empreendedores Socioambientais, um seleto grupo de líderes sociais altamente inovadores que interagem constantemente entre si com apoio e divulgação da Folha de S.Paulo.

Dentre os benefícios recebidos pelos vencedores, encontram-se diversas premiações realizadas pelos parceiros. A SITAWI Finanças do Bem oferecerá coaching de três horas para cada um dos vencedores dos prêmios Empreendedor Social e Folha Empreendedor Social de Futuro, a ser realizado no primeiro semestre de 2018.