Plataforma trará maior transparência para o mercado de Títulos Verdes na América Latina e Caribe

A SITAWI é uma das instituições apoiadoras da Green Bond Transparency Platform (Plataforma de Transparência de Títulos Verdes, em tradução livre; GBTP, na sigla em inglês), uma ferramenta digital inovadora que busca trazer maior transparência para o mercado de títulos verdes na América Latina e Caribe. A plataforma foi anunciada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-25), em Madri.

A GBTP, que deve se tornar um modelo para mercados de títulos verdes em outras regiões, é apoiada por mais de 30 organizações, dentre elas bancos, empresas, organizações não governamentais e agências de desenvolvimento. Estivemos representados no lançamento pelo gerente de Finanças Sustentáveis da SITAWI, Fred Seifert.

“Para reduzir as emissões pela metade nos próximos 10 anos e manter o aumento da temperatura global em até 2ºC, precisamos de um volume grande de recursos e os títulos verdes são um instrumento muito útil e que cujas emissões vêm crescendo consideravelmente nos últimos anos – mas ainda precisamos de mais, muito mais. Nesse contexto, a plataforma, a primeira do tipo no mundo, oferece uma ferramenta de grande valor para permitir que emissores e investidores possam verificar as características dos títulos e seu impacto. Isso deve gerar uma maior padronização nas características esperadas de um título do tipo, uma maior convergência no sentido dos investimentos e ampliar o potencial de impacto desses instrumentos. O lançamento de uma iniciativa durante uma das COP mais determinantes da história demonstra a grandeza da iniciativa e é proporcional ao orgulho da SITAWI em apoiá-la”, pontuou Seifert.

A plataforma usa tecnologia Blockchain (DLT) e é pioneira também no objetivo de facilitar relatórios e verificação harmonizados de emissões. Ao acessar a plataforma, emissores, investidores e outros atores do mercado podem introduzir e pesquisar informações sobre detalhes de transações, desempenho de títulos, uso dos recursos e impactos ambientais das emissões de títulos verdes na região.

Atualmente em seu estágio beta e programada para ser oficialmente lançada em 2020, a plataforma proporcionará um nível mais alto de segurança para os participantes atuais do mercado e removerá um empecilho importante à entrada de novos atores que exigem maior transparência e comparabilidade. 

Para saber mais sobre a Green Bond Transparency Platform, clique aqui.