Medição e avaliação de impacto em projetos de desenvolvimento

Tweet about this on TwitterShare on Facebook

A SITAWI Finanças do Bem participou do seminário – oficina “Medição e avaliação de impacto” realizado pela ALIDE, BNDES, SEBRAE e ABDE. O evento, realizado entre os dias 30 de outubro e 1 de novembro, faz parte das atividades da Plataforma de Financiamento Verde da América Latina e do Caribe (LGF) que foi desenvolvida para compartilhar informações e conhecimentos sobre financiamento verde, atendendo a uma demanda de bancos nacionais de desenvolvimento e outros agentes do mercado financeiro.

Leonardo Letelier, CEO da SITAWI, moderou o primeiro dia do evento com foco na evolução do impacto social em instituições financeiras de desenvolvimento. Após apresentar a atuação da SITAWI, Letelier palestrou sobre  as  oportunidades dos  bancos e agências de desenvolvimento alavancarem seus ativos (recursos, expertise, um horizonte mais longo, e relevância institucional) para mover o campo das finanças sociais, diferenciando conceitos como investimento responsável e investimento de impacto.  Juan Forero, da Finance in Motion; Leonardo de Oliveira Santos, do BNDES; Augusto Togni, do SEBRAE; Olga Egorova, do Grassroots Business Fund; e Fanny Tora, da VigeoEIRIS Latam também contribuíram contando experiências sobre o tema.

Para Vinicius Ahmar, analista de Impacto Social da SITAWI, a exposição dos métodos mais utilizados no campo de avaliação de impacto trouxe uma visão estruturada sobre o tema para este ecossistema.

“As discussões promovidas no evento demonstraram a importância de monitorar e avaliar atividades e resultados bem como utilizar metodologias estruturadas, que consideram a mensuração de impacto, para desenhar e desenvolver novos projetos. A exposição de cases reais e exercícios práticos com os presentes, permitiu tangibilizar essas práticas”, comentou. Ahmar acredita, ainda, que a condução da oficina por organizações de grande relevância em projetos de impacto e experiência na utilização destas ferramentas nivela e eleva o padrão das discussões dentro das agências de fomento e instituições financeiras participantes.

O encontro teve como objetivo apresentar aos participantes as ferramentas e os métodos utilizados para projetar e implementar avaliações de impacto social (EIS) de projetos de desenvolvimento. Foi discutida a importância de uma avaliação rigorosa para o projeto de programas eficazes, assim como os principais métodos utilizados para a realização de EIS. Além disso, o seminário abordou as principais etapas e as necessidades de informação envolvidas no projeto e implementação de um EIS.

“O evento ajuda a promover o debate sobre a importância de mensurar resultados e impactos e utilizar estas métricas como forma de priorizar futuros investimentos”, concluiu Vinicius.

Na ocasião, foram discutidas oportunidades para os bancos de desenvolvimento contarem com um quadro adequado de avaliação de impacto social a partir de uma melhoria na estratégia institucional, a fim de promover a abertura de novas fontes de financiamento.

Acesse as apresentações e resumos do que foi exposto no evento: http://bit.ly/2hJuOnW

Tweet about this on TwitterShare on Facebook