Mais de 120 ribeirinhos da Amazônia são beneficiados com energia solar simples e econômica

Muitas das comunidades ribeirinhas do território Médio Juruá, no Amazonas, não possuem eletricidade. Pensando nisso, a organização Litro de Luz, em parceria com a ASPROC, levou uma tecnologia de energia solar simples e econômica para a região. A ação tem como objetivo melhorar a qualidade da iluminação por meio do fornecimento de energia limpa nas comunidades ribeirinhas, possibilitando a iluminação de áreas públicas e residências. Esse projeto faz parte do Programa Território Médio Juruá, que conta com a coordenação geral da SITAWI e apoio da USAID, da Natura e da Coca-Cola.

Nesta ação, mais de 120 moradores das comunidades Santo Antônio do Brito e Toari foram beneficiados através de duas soluções principais de iluminação. Foram instalados 27 postes para a iluminação de áreas públicas, como nos corredores de acesso às casas e escolas, e 33 soluções internas, para iluminar o interior das moradias. Lâmpadas LED, garrafas PET, canos de PVC, placas solares e baterias estão na lista dos materiais necessários para construir essas soluções.

Segundo Francisca Figueiredo, moradora de Toari, comunidade beneficiada pela ação, o projeto será de grande ajuda: “A implantação do projeto de energia solar para iluminar nossas casas e a nossa escola foi muito importante para a comunidade. Agora não vamos mais ficar no escuro, temos iluminação a noite toda. Antes a gente ficava no escuro, agora é tudo claro”, diz ela.

Além de instalar as tecnologias, o projeto também proporciona a capacitação das populações locais, denominadas como embaixadores, para realizarem a manutenção das soluções de iluminação. Ferramentas e materiais são fornecidos para que esses embaixadores possam solucionar futuros problemas e dar suporte para o restante da comunidade. Dessa forma, a comunidade fica mais segura e os moradores tornam-se independentes de outros meios de iluminação de difícil acesso como motor a diesel, velas, pilha para lanternas e outros.

Para conhecer melhor o projeto, assista ao vídeo da 1ª ação da Litro de Luz no YouTube.