IRRI 2019: Vote para a SITAWI ser globalmente reconhecida

Tweet about this on TwitterShare on Facebook

Estão abertas as votações para a maior pesquisa sobre Investimento Responsável do mundo, a Independent Research on Responsible Investment – IRRI 2019. Mais uma vez, a SITAWI foi indicada em diversas categorias, consolidando sua posição como a maior prática de pesquisa e consultoria em Finanças Sustentáveis da América Latina.

Se você trabalha em gestoras de recursos, seguradoras, fundos de pensão, family offices ou em empresas listadas em bolsa de valores, essa é uma oportunidade para fornecer feedback sobre os provedores de pesquisa socioambiental ou de sustentabilidade.

votar

Na edição passada, em 2017, a SITAWI se destacou em categorias individuais e institucionais. Gustavo Pimentel foi eleito o 5º melhor na categoria relação com clientes e Cristóvão Alves, Frederico Seifert e Guilherme Teixeira obtiveram boas colocações nas categorias de melhores analistas ESG.

Desde a última premiação, nos consolidamos como a maior prática de pesquisa e consultoria em Finanças Sustentáveis da América Latina, com 19 profissionais. Em 2018, executamos 65 projetos, lançamos 7 publicações, como o Guia da EFPC Responsável: Seleção e Monitoramento de Gestor Terceirizado com Critérios ASG, e realizamos o primeiro seminário Finanças do Bem: o Estado da Arte. Nossa cobertura ESG já soma 140 empresas brasileiras e 60 latinoamericanas, que avaliamos anualmente e monitoramos semanalmente através do Alerta ASG, enviado às segundas-feiras. Em 2019, o crescimento continuará com a inauguração de nosso escritório na Colômbia, o primeiro no exterior.

A pesquisa IRRI 2017 contou com a participação de mais de 1.100 profissionais de 43 países diferentes, cujos inputs originaram 30 rankings e 63 insights sobre o setor. A pesquisa IRRI 2019 leva apenas 10 minutos e é certo que só conseguiremos alcançar novamente esse excelente resultado com seu apoio. Ficaremos mais uma vez muito honrados com seu voto e com o de seus colegas.

Tweet about this on TwitterShare on Facebook