Iniciativa do Google for Startups lança Fundo Filantrópico com foco em negócios liderados por empreendedores negros no Brasil

Com o orçamento de R$5 milhões, o Black Founders Fund irá destinar recursos para até 30 negócios de alto impacto que buscam por capital semente

De acordo com o IBGE, a população que se autodeclara negra representa mais de 56% do total do país.  No mercado de trabalho, 29% dos negros são donos de seus próprios negócios. Em contrapartida, 80% não tem CNPJ, ou seja, trabalham de maneira informal, o que muitas vezes significa não ter acesso a nenhum tipo de investimento.  Segundo o estudo “O Empreendedorismo Negro no Brasil”, feito pelo laboratório Preta Hub,  a maioria declara ter começado usando sua própria poupança ou contando com o dinheiro de familiares e amigos. O mesmo estudo mostra que 30% já tiveram crédito negado por alguma instituição financeira, sem nenhuma explicação.

Para ajudar a diminuir as desigualdades neste ecossistema, o Google for Startups criou o Black Founders Fund. O Fundo vai destinar recursos, sem qualquer contrapartida a empresas que possuam em seu quadro societário fundadores ativos negros e negras, criadas e em operação no Brasil. 

No mês de novembro, o Fundo anunciou a seleção de seis novas startups fundadas e lideradas por negros nas áreas de games, esportes e soluções jurídicas, divididas entre cinco estados: Bahia, Minas Gerais, Paraná, Rio e São Paulo. Essas empresas se unem à Afropolitan, Creators e TrazFavela, startups que já receberam recursos do fundo na primeira rodada. A expectativa é chegar ao total de 30 startups até o final de 2021 – realizando ao todo R$5 milhões em aportes.

Para ser selecionada, a startup precisa passar por critérios de avaliação como potencial de crescimento e impacto, soluções tecnológicas, composição do time e visão de negócio. Além dos recursos disponibilizados, a empresa terá uma série de benefícios que vão desde créditos em produtos do Google, participação nos programas realizados pelo Google for Startups até o acesso a uma rede de mentoria especializada para ajudar nos seus desafios. Os valores investidos em cada empresa variam de acordo com o estágio de maturidade da startup.

A SITAWI atua na gestão dos recursos do Fundo Filantrópico, auxiliando a missão de ampliar a diversidade e inclusão racial através de negócios de alto impacto. A Vale do Dendê e a PretaHub, organizações que já promovem o fortalecimento do empreendedorismo negro no Brasil, irão colaborar com a iniciativa através de sessões de treinamento para mentores e na promoção de eventos com foco em diversidade racial. 

O processo de seleção, iniciado em setembro de 2020, ficará aberto por um período de 18 meses, por meio do formulário para inscrição e indicação de startups. Para conhecer a lista completa das startups selecionadas, acesse o  site oficial do Black Founders Fund no Brasil.