Fundo direciona esforços para apoiar moradores de baixa renda durante a pandemia

O Fundo Filantrópico PerifaConnection foi lançado em março de 2020 e, desde então, apoia o trabalho do coletivo de mesmo nome, que faz a disputa de narrativas sobre as juventudes das periferias do Brasil. O PerifaConnection faz isso a partir da comunicação, tendo o debate público protagonizado pela juventude da periferia como principal ferramenta de combate ao racismo, às desigualdades e à construção de novas perspectivas.

Em resposta ao novo coronavírus, o grupo direcionou esforços para apoiar moradores de baixa renda, especialmente em Caxias, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Uma das ações realizadas foi a parceria com o Movimenta Caxias. As 7.500 famílias atendidas com cestas de alimentos, kits de higiene e alimentos orgânicos fazem parte de uma rede previamente mobilizada pela iniciativa, integrada por diversos grupos com atuação local na Baixada Fluminense. Além disso, em parceria com a ONG Criola e o Instituto Marielle Franco, o PerifaConnection também passou a atuar no “Agora é a hora”, iniciativa de auxílio no cadastro para acesso à renda emergencial do Governo Federal. 

O coletivo ampliou seu espaço no podcast Mamilos e na Folha de S. Paulo, através da soma de vozes periféricas de outras regiões do Brasil e do reforço do seu time de colunistas. Na Folha, ao lado da Editoria Diversidade, criou uma redação de correspondentes do Rio de Janeiro formada por repórteres que moram em favelas do Rio, em São Gonçalo e na Baixada Fluminense.

A atuação do PerifaConnection também se dá através de seus membros, Jefferson Barbosa, Wesley Teixeira, Raull Santiago e Salvino Oliveira, que seguem atuando na periferia, especialmente no Complexo do Alemão (Coletivo Papo Reto/Voz da Comunidade), na Cidade de Deus (Frente CDD) e em Caxias. Nina da Hora, também membro do coletivo, faz o acompanhamento de grupos de ciência e tecnologia que tratam da COVID-19 dentro das periferias.

Saiba mais.