Finanças Sustentáveis

Através da expansão na atuação em diversos países latino-americanos, SITAWI alcança maior revista de finanças da Colômbia

25 de março de 2021

Antes mesmo da inauguração do novo escritório em Bogotá, na Colômbia, a SITAWI já atuava em vários países latino-americanos. No ano de 2020, com a inauguração do novo escritório, alcançamos a marca de 15 países de atuação na região, apoiando instituições financeiras, empresas e investidores no desenvolvimento de seus modelos de gestão de risco socioambientais. Além disso, também atuamos na elaboração de linhas de financiamento verdes, estruturação de emissões sustentáveis

Tags: , , ,

20 operações sustentáveis de crédito recebem parecer de segunda opinião da SITAWI

11 de fevereiro de 2021

A SITAWI foi responsável pelo parecer de segunda opinião de 20 operações sustentáveis de crédito emitidas no ano de 2020. Os títulos sustentáveis são instrumentos de dívida como debêntures, Letras Financeiras, CRA, entre outros, cujos recursos são destinados ao financiamento de ativos e projetos com adicionalidade ambiental, social ou climática. Além disso, comprometem-se a financiar ativos verdes ao mesmo tempo em que também enfrentam desafios e tragam resultados positivos na

Tags: ,

Inauguração do novo escritório em Bogotá possibilita atuação em 9 países

08 de fevereiro de 2021

Através da inauguração do nosso novo escritório em Bogotá, na Colômbia, atuamos em projetos ESG em 9 países e apoiamos 10 bancos e fundos a desenvolverem seus sistemas de administração de riscos ambientais e sociais (SARAS). O SARAS é um conjunto de políticas, processos, rotinas e ferramentas que as instituições financeiras utilizam para identificar, avaliar, mitigar e monitorar os riscos socioambientais em sua carteira de crédito, investimentos e seguros. No

Tags: , ,

Publicações e compromissos públicos fomentam o avanço das Finanças do Bem no Brasil

03 de fevereiro de 2021

Em 2020, a SITAWI lançou publicações e compromissos públicos que fomentaram o avanço das Finanças do Bem no Brasil. Entre elas está o Guia de Descarbonização de Portfólios (sob a iniciativa IPC Investidores pelo Clima), que tem como objetivo apresentar a investidores profissionais a importância da descarbonização de portfólios e as etapas dentro deste processo. O IPC é uma iniciativa da SITAWI Finanças do Bem, com apoio do Instituto Clima

Tags: , ,

15 empresas recebem apoio para implementarem práticas ESG

01 de fevereiro de 2021

No ano de 2020, a SITAWI apoiou 15 empresas a integrarem ESG na estratégia, captação de recursos e comunicação com investidores. Entre elas está a Iguá Saneamento, que leva saneamento às populações atendidas e ajuda o país a alcançar a universalização dos serviços de água e esgoto. A SITAWI, por meio de sua metodologia de diagnóstico, auxiliou na revisão da estratégia ESG da empresa, ou seja, suas práticas ambientais, sociais

Tags: , ,

Mais de 20 gestoras de recursos recebem apoio para estruturar suas abordagens ESG e de impacto

29 de janeiro de 2021

Em 2020, a SITAWI apoiou 23 gestoras de recursos a estruturarem suas abordagens ESG de investimento responsável e de impacto, permitindo que elas realizassem a integração ESG como modo de aperfeiçoar sua estratégia de investimentos e captação de recursos, ajudando-as a alinhar melhores decisões de investimento com geração de impacto positivo e gestão de riscos No segmento de ativos líquidos, ou seja, ativos que podem ser vendidos rapidamente sem perda

Tags: , ,

SITAWI é a primeira organização brasileira acreditada pela Climate Bonds Initiative para a certificação de títulos verdes

14 de dezembro de 2020

O Climate Bonds Standard Board, conselho da Climate Bonds Initiative (CBI), confirmou a SITAWI como um Verificador Aprovado sob o Climate Bonds Standard & Certification Scheme. A acreditação permite que a SITAWI opere como um verificador terceirizado para avaliar se a operação de dívida verde atende aos requisitos de certificação frente ao Climate Bonds Standard. A SITAWI se junta a uma lista global e seleta de menos de 50 verificadores

Tags: ,

Fundo Filantrópico em combate à COVID-19 atinge 1,2 milhões de pessoas

06 de novembro de 2020

Quatro meses após o lançamento do Fundo Filantrópico Seguimos Juntos The Coca Cola Foundation, 113 organizações sem fins lucrativos foram apoiadas, reduzindo os impactos negativos da pandemia em comunidades através da prevenção e da conscientização. A iniciativa foi dividida em três pilares – segurança alimentar, saúde & prevenção e conscientização & comunicação -, atingindo 25 dos 27 estados brasileiros e impactando diretamente mais de 1,2 milhões de pessoas. Foram mais

SITAWI se torna signatária da Declaração a favor de Investimentos Responsáveis na Colômbia

05 de novembro de 2020

Em uma ação capitaneada pelo nosso escritório em Bogotá (Colômbia), a SITAWI se torna, em outubro de 2020, signatária da “Declaración a favor de la inversión responsable en Colombia”. O documento estabelece um compromisso relevante e pioneiro de instituições públicas e privadas no tema no país. Ao assinar o documento, declaramos a importância de promover a incorporação de critérios ASG, promover a elaboração de reportes periódicos sobre o desempenho ASG,

Títulos baseados em desempenho ou por uso de recursos?

23 de setembro de 2020

O mercado de títulos ASG no Brasil segue em amplo crescimento. Mesmo com a crise, uma comparação entre a quantidade de emissões de 2019 e de 2020 registradas na Base de Operações Brasileiras Sustentáveis de Crédito revela uma curva ascendente. Para o segundo semestre de 2020, a tendência é de um crescimento acelerado, trazendo novas alternativas. Green bonds, social bonds, sustainability bonds e agora os sustainability-linked bonds. Mas, afinal, qual

Tags: , , ,

US$79 mi em títulos verdes na Colômbia contam com parecer positivo da SITAWI

14 de agosto de 2020

A ISA emitiu seu primeiro título verde no mercado local colombiano para financiar dois projetos de transmissão de energia. Os recursos, no valor de COP 299.997 MM, contribuirão para a conexão de energias renováveis ​​não convencionais (eólica e solar) ao sistema elétrico colombiano. A demanda pelos títulos foi de 2,5 vezes o total adjudicado. A emissão contou com segunda opinião (SPO) da SITAWI, que apoiou a gestão ao analisar e

Tags: , ,

Nova versão do Guia de Descarbonização de Portfólios traz ferramentas e estudos de caso nacionais e internacionais

12 de agosto de 2020

A SITAWI acaba de lançar a segunda versão de seu Guia de Descarbonização de Portfólios. O guia tem como objetivo apresentar a investidores profissionais (gestores e proprietários de ativos) a importância da descarbonização de portfólios e as etapas dentro deste processo, incluindo a mensuração da emissão de gases de efeito estufa (GEE) referente a um portfólio de investimentos, estratégias para a descarbonização e formatos de reporte.  Seu diferencial é a

Tags: ,

SITAWI dá parecer de segunda opinião a primeiro título sustentável de saneamento no Brasil

31 de julho de 2020

A Iguá Saneamento acaba de emitir um título sustentável no valor de R$ 620 milhões, tornando-se a primeira a realizar uma operação desse tipo para projetos de saneamento (água e esgoto) no Brasil. O prazo será de 14 anos, com taxa de pagamento de IPCA + 6,10% ao ano. A SITAWI foi responsável pelo parecer de segunda opinião (SPO) da operação, que envolveu Itaú BBA, Santander, BV e XP como

Primeiro título verde do Equador ganha prêmio da Climate Bonds Initiative

15 de julho de 2020

O banco equatoriano Pichincha, que emitiu o primeiro título verde do país em 2019, ganhou o 5º Prêmio Green Bond Pioneer Awards da Climate Bonds Initiative na categoria “New Market Green Pioneer: Ecuador”. Com essa emissão, que contou com a consultoria da SITAWI no desenvolvimento de seu framework, através de assistência técnica do BID Invest, o banco visou impulsionar sua linha de créditos ambientais e apoiar projetos de energia renovável,

FS Bioenergia capta R$ 530 milhões em operações verdes inéditas com parecer positivo da SITAWI

10 de julho de 2020

A FS Bioenergia fez três operações inéditas de finanças verdes no Brasil nos últimos meses. A empresa captou R$ 530 milhões e contou com a avaliação externa da SITAWI em duas. A primeira operação,  R$ 210 milhões em Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA), foi o primeiro CRA Verde para o setor de bioenergia no Brasil. A FS Bioenergia é a maior produtora de etanol exclusivamente de milho no Brasil.

Tags: , , ,

SITAWI assina manifesto público pelo desenvolvimento sustentável

07 de julho de 2020

Mais de 40 signatários, entre empresas e instituições, endossam o Comunicado do Setor Empresarial Brasileiro que reafirma o compromisso público e propõe uma ação coordenada pelo desenvolvimento sustentável. São atores que reconhecem que práticas mais sustentáveis, além de respeitar os limites naturais do planeta, têm impacto financeiro.  O grupo entende que a percepção negativa da imagem do Brasil no exterior em relação às questões socioambientais tem grande potencial de prejuízo

SITAWI lança primeiro banco de dados de títulos verdes no Brasil

30 de junho de 2020

No final de junho de 2020, a SITAWI lança um link público do primeiro banco de dados completo de títulos temáticos no Brasil. O termo inclui títulos verdes, sociais, sustentáveis e de transição (green / social / sustainable / transition bonds), ou seja, dívidas captadas para ativos que apresentam diferentes tipos de externalidades socioambientais. A base inclui todas as operações de crédito sustentáveis no país, cobrindo não só títulos certificados

Tags:

Investidores com R$1,2 trilhão assinam compromisso com questões climáticas

10 de junho de 2020

Desde outubro de 2019, quando o IPC – Investidores pelo Clima foi lançado, um grupo de 15 investidores profissionais brasileiros com patrimônio sob gestão superior a R$ 2 trilhões vem se reunindo para se capacitar e traçar formas de atuação frentes às mudanças climáticas. Após seis encontros, quatro desses investidores decidem assumir formalmente e publicamente o compromisso dos “Investidores pelo Clima”. BTG Pactual Asset Management, Itaú Asset Management, JGP e

Financiamento de Infraestrutura Sustentável na América Latina e Caribe

04 de junho de 2020

Novo relatório “Financing Sustainable Infrastructure in Latin America and the Caribbean”, publicado pelo BID e com co-autoria da SITAWI e da South Pole, mapeou os instrumentos financeiros e de mercado de capitais para financiar infraestrutura sustentável na América Latina e no Caribe.  O objetivo do estudo é avaliar a efetividade dos veículos de investimento em projetos de infraestrutura, especialmente através do mercado de capitais, e o potencial desses veículos para

Primeiro título verde de banco privado brasileiro tem parecer externo da SITAWI

21 de maio de 2020

O banco BV, antigo Banco Votorantim, foi o primeiro banco privado nacional a emitir um título verde (green bond), debutando diretamente no mercado internacional. Os US$50 milhões captados serão alocados como funding da carteira de empréstimos do BV em projetos de energia solar fotovoltaica e parques eólicos. O título verde vence em 2024 e saiu com taxa de 3,35%. A SITAWI foi responsável pelo parecer de segunda opinião (SPO) desta

5º encontro do IPC encerra primeira fase e abre novo ciclo de investimentos climáticos

19 de março de 2020

No dia 13 de março de 2020, foi realizado o 5º encontro do IPC – Investidores pelo Clima, iniciativa liderada pela SITAWI Finanças do Bem, com o apoio do iCS – Instituto Clima e Sociedade. O evento apresentou cases brasileiros de análises climáticas de investimento, as diretrizes da TCFD (Task Force on Climate-related Financial Disclosures) para reporte de riscos e oportunidades climáticas, bem como possíveis compromissos climáticos que os investidores

Quarto encontro do IPC dá início à construção de engajamento de investidores locais

02 de março de 2020

No dia 19 de fevereiro, ocorreu o 4º encontro do IPC – Investidores pelo Clima, iniciativa liderada pela SITAWI com apoio do Instituto Clima e Sociedade (iCS).  O encontro reuniu 24 participantes, em São Paulo e no Rio de Janeiro, para tratar de estratégias climáticas de propriedade ativa. Foram apresentados cases e dados de iniciativas que mostram como as mudanças climáticas afetam de forma definitiva o mercado. Nesse sentido, as

Tags:

SITAWI é a mais nova associada do CEBDS

19 de fevereiro de 2020

Em janeiro de 2020, a SITAWI, por meio de seu Programa Finanças Sustentáveis, concluiu o processo de associação ao Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS).  “A SITAWI vai auxiliar na revisão da seção de Finanças Verdes da publicação Visão 2050, principal referência de atuação do CEBDS. Também participaremos ativamente de várias Câmaras Temáticas. ”Acreditamos que a interface com grandes empresas e o poder de advocacy do CEBDS podem

Tags: ,

3º encontro do Investidores pelo Clima discute estratégias para a gestão climática de portfólios de investimento

05 de fevereiro de 2020

No dia 16 de janeiro, nas sedes da ANBIMA em São Paulo e no Rio de Janeiro, realizamos o 3º encontro do IPC – Investidores pelo Clima, iniciativa liderada pela SITAWI Finanças do Bem, com o apoio do iCS – Instituto Clima e Sociedade. O encontro, que contou com um total de 16 participantes em SP e 5 no RJ, tratou de estratégias para a gestão climática de portfólios de

Plataforma trará maior transparência para o mercado de Títulos Verdes na América Latina e Caribe

12 de dezembro de 2019

A SITAWI é uma das instituições apoiadoras da Green Bond Transparency Platform (Plataforma de Transparência de Títulos Verdes, em tradução livre; GBTP, na sigla em inglês), uma ferramenta digital inovadora que busca trazer maior transparência para o mercado de títulos verdes na América Latina e Caribe. A plataforma foi anunciada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) durante a Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-25), em Madri. A GBTP,

Tags: , , , ,

Primeira Emissão de Títulos Verdes no Equador

27 de setembro de 2019

No último trimestre deste ano, o Equador entrará, pela primeira vez, no mercado de títulos verdes, em emissão que contou com expertise da SITAWI. O Banco Pichincha, a maior instituição financeira do país, será a primeira a emitir títulos no mercado local, com os quais espera levantar US$ 200 milhões para impulsionar sua linha de créditos ambientais e apoiar projetos de energia renovável, eficiência energética, construção e transporte sustentáveis. “Ficamos

Tags: , ,

SITAWI participa do New Research Frontiers for Greening the Financial System em Oxford

27 de setembro de 2019

Entre os dias 3 e 6 de setembro, aconteceu o evento New Research Frontiers for Greening the Financial System, parte da programação da conferência anual do Global Research Alliance for Sustainable Finance and Investment. O encontro foi organizado pelo International Network for Sustainable Financial Policy Insights Research and Exchange (INSPIRE). O evento reuniu universidades de diversos países, bancos centrais e outros reguladores de países europeus, organizações da sociedade civil e

Tags: , ,

SITAWI é reconhecida como “Melhor para o Mundo 2019” pelo Sistema B

27 de setembro de 2019

Em setembro de 2019, a SITAWI conquistou um lugar na lista  “B Corp Best for the World” (Melhor Empresa B para o Mundo), após pontuar no top 10% entre todas as Empresas B certificadas no mundo. A SITAWI foi reconhecida nas categorias “Best Overall” e “Best for Community” que são 10% das empresas B certificadas com a pontuação na  Avaliação de Impacto B em um dos 5 temas: Funcionários, Comunidade,

Tags: , , ,

Em 2019, foram captados R$ 2,89 bilhões em títulos verdes

15 de agosto de 2019

Em 2018, apenas duas emissões verdes foram feitas no Brasil. Entretanto, em 2019, a SITAWI já emitiu 6 pareceres de segunda opinião para títulos verdes que captaram R$ 2,89 bilhões.  Os Títulos Verdes (green bonds) são instrumentos de dívida como debêntures, Letras Financeiras, CRA, LCA e FIDC que se comprometem a financiar ativos verdes ou que visem a mitigação das mudanças climáticas. Os participantes do mercado de títulos verdes incluem,

Tags: ,

SITAWI expande atuação para o México

15 de agosto de 2019

A SITAWI continua se consolidando como a maior consultoria em finanças sustentáveis na América Latina. Em julho, começamos mais um projeto de implementação de Sistema de Gestão de Riscos Ambientais e Sociais (SARAS), atuando pela primeira vez no México com a instituição financeira DOCUFORMAS. Esse projeto corrobora nossa expertise e participação no tema na região. Também no México, realizamos uma due diligence socioambiental em uma empresa do setor agrícola alvo

Tags: , ,

SITAWI é eleita uma das 5 melhores casas de pesquisa socioambiental para investidores no mundo

19 de junho de 2019

Em junho de 2019, foram divulgados os resultados do maior ranking sobre práticas de Pesquisa ASG  do mundo, o Independent Research in Responsible Investment – IRRI. Nesta edição, participando pela quarta vez, a SITAWI foi reconhecida em 8 categorias, sendo todas entre os top 10. A SITAWI conquistou o quarto lugar entre as melhores provedoras de pesquisa ASG (ambiental, social e de governança) para investidores do mundo e ficou no

Tags: , ,

Websérie Finanças do Bem | Risco Socioambiental

26 de abril de 2019

O quinto episódio da websérie #FinançasdoBem, “Risco Socioambiental”, já está disponível no nosso canal do Youtube! “O papel dos bancos na mobilização do capital para uma economia mais verde e mais inclusiva é essencial na atividade. As instituições financeiras que, incorporando questões sociais e ambientais na avaliação das empresas, têm uma competência muito mais estabelecida para garantir que o capital dos investidores seja alocado de uma forma eficiente não só

Tags: , , ,

Controvérsias ASG 2018: Petrobras lidera ranking de empresas com problemas socioambientais

15 de abril de 2019

Devido aos desdobramentos da Operação Lava Jato e à melhora de desempenho de suas concorrentes, a Petrobras assumiu o top do ranking de empresa mais controversa no relatório Controvérsias ASG 2018, elaborado pela SITAWI. O estudo realizado pelo sexto ano consecutivo é resultado de uma análise de fatos controversos envolvendo 100 empresas brasileiras em temas ambientais, sociais e de governança corporativa (ASG) em 2018.  Na edição deste ano, a segunda

Tags: , , , , , ,

Websérie Finanças do Bem | Investimento de Impacto

04 de abril de 2019

O terceiro episódio da websérie #FinançasdoBem, “Investimento de Impacto”, já está disponível no nosso canal no YouTube! “Imagina que você tem dois investimentos para fazer, os dois vão dar o mesmo retorno e os dois têm o mesmo risco. Só que um vai ser direcionado para algo que vai causar um impacto positivo em alguém, e o outro não. Eu acho que 100% das pessoas prefeririam esse investimento que causa

Tags: , , ,

Websérie Finanças do Bem | O ecossistema das Finanças do Bem

19 de março de 2019

Para ampliar o conhecimento sobre finanças que geram impacto socioambiental positivo, a SITAWI apresenta a websérie Finanças do Bem. Com duração de 8 episódios, a série comemora os 10 anos da organização e traz depoimentos que discutem, sob diferentes óticas, temas relevantes ao mercado. “As finanças são um mecanismo viabilizador de atividades econômicas, de projetos sociais ou ambientais. Então, é muito importante que os agentes financeiros considerem essas questões quando

Tags: , ,

IRRI 2019: Vote para a SITAWI ser globalmente reconhecida

13 de março de 2019

Estão abertas as votações para a maior pesquisa sobre Investimento Responsável do mundo, a Independent Research on Responsible Investment – IRRI 2019. Mais uma vez, a SITAWI foi indicada em diversas categorias, consolidando sua posição como a maior prática de pesquisa e consultoria em Finanças Sustentáveis da América Latina. Se você trabalha em gestoras de recursos, seguradoras, fundos de pensão, family offices ou em empresas listadas em bolsa de valores, essa

SITAWI coordina grupo de trabajo en el Observatorio Latinoamericano de la Acción Climática

28 de fevereiro de 2019

SITAWI Finanzas para el Bien es la nueva coordinadora del Grupo de Trabajo (Clúster) de Financiamiento Climático del Observatorio Latinoamericano de la Acción Climática (OLAC). El objetivo del grupo es monitorear los flujos de financiamiento de los compromisos asumidos por los países de América Latina y Caribe (LAC) frente al Acuerdo de París y proveer asistencia técnica para el acceso y gestión al financiamiento climático. El grupo será liderado por

Tags: , ,

SITAWI coordena grupo de trabalho no Observatório Latinoamericano para Ação Climática

28 de fevereiro de 2019

A SITAWI Finanças do Bem é a nova coordenadora do Grupo de Trabalho de Financiamento Climático do Observatório Latinoamericano para Ação Climática (OLAC). O objetivo do grupo é monitorar os fluxos de financiamento para compromissos assumidos pelos países da América Latina e Caribe (LAC) frente ao Acordo de Paris e prover assistência técnica para acesso e gestão ao financiamento climático. O grupo será liderado por Fred Seifert, Gerente de Finanças

Tags: , ,

O mercado de Títulos Verdes no Brasil

08 de agosto de 2018

Títulos verdes: Entenda o que são, como podem ser emitidos e quais os benefícios desse instrumento financeiro. Conheça também as tendências de mercado. Os Títulos Verdes (green bonds) são instrumentos de dívida como debêntures, Letras Financeiras, CRA, LCA, FIDC etc. que se comprometem a financiar ativos verdes ou que visem a mitigação das mudanças climáticas. Os participantes do mercado de títulos verdes incluem, além dos participantes usuais do mercado de

Tags: , , ,

Objetivos de desenvolvimento sustentável exigem agilidade das empresas

01 de agosto de 2018

Texto de autoria de Letícia Paiva e publicado originalmente no site da Capital Aberto. Há três anos, líderes de 160 países reuniram-se na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, e ratificaram uma agenda para promoção da sustentabilidade no mundo, em linha com os propósitos de erradicação da pobreza e de combate ao avanço das mudanças climáticas. O documento determina 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (ODSs), ramificados

Desafios do futuro, paradigmas do passado

23 de julho de 2018

Por Frederico Seifert, gerente de projetos na SITAWI Finanças do Bem Publicado originalmente na Página 22. É visível o esforço do Brasil na direção de uma matriz elétrica mais limpa: renováveis convencionais (hidrelétricas) respondem por 66% da geração de energia elétrica e, renováveis não-convencionais (eólica, solar e biomassa), já são 14,3%[1]. Além disso, nos últimos leilões, as não convencionais vêm ganhando enorme importância[2]. Contudo, o Brasil ainda depende de termelétricas

Por um papel transformador do BNDESPar

23 de julho de 2018

Por Guilherme Teixeira, consultor da SITAWI Finanças do Bem; e Pedro Bara, sócio-diretor da Basscon. Artigo publicado originalmente no DCI. Os movimentos de desinvestimento do BNDESPAR a partir de 2017 e a proposta corporativa de estimular o mercado de capitais nacional dão indícios de que o banco entendeu que o papel recente de sua carteira de renda variável se esgotou. Caminhando para 70 anos de existência, é inegável a decisiva

Tags: , ,

Programa de Finanças Sustentáveis da SITAWI recebe certificação B

14 de junho de 2018

A fim de reforçar o compromisso com a geração de impacto positivo na sociedade e no meio ambiente, a SITAWI Finanças do Bem, através de seu programa de Finanças Sustentáveis,  conquistou a certificação B e entrou para o grupo de empresas “boas para o mundo”. A certificação valida o cumprimento de altos padrões de desempenho social, ambiental e de transparência e corrobora o compromisso de tomar decisões considerando o impacto

Tags: , , , ,

Os ODS na agenda do setor financeiro

22 de maio de 2018

“Em 2015, o lançamento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) consolidou uma agenda comum com responsabilidades compartilhadas por governos, setor privado e sociedade civil. Após mais de dois anos de seu lançamento, os 17 objetivos, detalhados em 169 metas, vêm sendo usados como métricas de avaliação de impacto e direcionadores de estratégias de empresas comprometidas com o desenvolvimento sustentável. No entanto, o atingimento desses objetivos requer recursos, e é aí

Tags: , ,

SITAWI se firma no topo do Investimento Responsável no mundo

10 de abril de 2018

Foram anunciados no fim de março/2018, os resultados do maior ranking sobre práticas de Investimento Responsável do mundo, o Independent Research in Responsible Investment – IRRI. Figurando no ranking pelo quarto ano consecutivo, nesta edição a SITAWI foi reconhecida em dez categorias e teve quatro analistas bem posicionados em categorias individuais. A organização conquistou o sexto lugar na categoria Pesquisa Socioambiental em Mercados Emergentes e permaneceu no TOP 10 global

Tags: , , ,

Expansão para América Latina leva SITAWI ao Panamá

09 de março de 2018

Continuando sua expansão para América Latina, o Programa Finanças Sustentáveis da SITAWI chegou ao Panamá no fim de 2017. Realizamos uma consultoria para o banco Banvivienda sobre Sistema de Administração de Riscos Sociais e Ambientais (SARAS), em parceria com o ecoBusiness Fund. Os resultados do diagnóstico utilizando a metodologia proprietária da SITAWI em SARAS foram apresentados aos executivos do banco em fevereiro. “Esse projeto coloca o Banvivienda como um dos

Agenda em Alta – Revista Investidor Institucional

06 de março de 2018

À medida que se tornam mais visíveis os efeitos da irresponsabilidade socioambiental, as agendas que defendem a sustentabilidade se consolidam O ano de 2017 não foi muito positivo para a área de sustentabilidade, principalmente pelos aspectos negativos das investigações que envolvem algumas grandes empresas e instituições com casos de corrupção. Apesar disso, as carteiras que dispõem de análise com base nos critérios ASG (voltados a ações de responsabilidade ambiental, social

Solar e Eólica despontam apesar das “novas velhas” condições do BNDES

26 de janeiro de 2018

Por Guilherme Teixeira e Gustavo Pimentel*, publicado originalmente no Valor Econômico, no dia 26 de janeiro de 2018. Os leilões de energia A-4 e A-6, realizados pelo governo federal no final de dezembro/2017, foram encorajadores para as fontes renováveis alternativas. Nos leilões, pelos quais as distribuidoras contratam energia de novas usinas de geração, as fontes eólica e solar se destacaram, atingindo seus patamares de preço mais baixos na história deste

Tags: ,

Fórum promovido pela UE aborda financiamento para negócios verdes

20 de janeiro de 2018

Nos dias 27 e 28 de novembro foi realizado o UE-Brasil Fórum de Negócios Verdes, em São Paulo. Promovido pela Delegação da União Europeia no Brasil, que encomendou o desenho e apoio na realização à SITAWI, o evento discutiu sobre o financiamento de iniciativas privadas para a mitigação das mudanças climáticas. O encontro reuniu 18 instituições financeiras que apresentaram seus produtos e serviços e 75 empresas dos setores de agricultura

SITAWI publica nota técnica sobre a Tese de Impacto de Investimento em Projetos do BNDES

14 de dezembro de 2017

O documento tem como objetivo repercutir o desenvolvimento da metodologia de avaliação de impacto dos projetos do banco, fomentar mais reflexões externas da sociedade civil e propor aperfeiçoamentos e desdobramentos iniciais para a Tese de Impacto de Investimento em Projetos (Tiip) Instituições financeiras de desenvolvimento (IFDs), como o BNDES, são naturalmente mais questionadas sobre a contribuição de suas operações para a sociedade e seus objetivos de desenvolvimento. Para responder a

Tags: , ,

SITAWI contribui para o desenvolvimento de norma ISO global para títulos verdes

29 de novembro de 2017

A convite da Associação Brasileira de Normas Técnicas – ABNT, o diretor de Finanças Sustentáveis da SITAWI, Gustavo Pimentel, é um dos 3 brasileiros selecionados para compor o grupo internacional de especialistas para o desenvolvimento da norma ISO 14030, que visa padronizar os requisitos para classificar um título de dívida como verde. Também fazem parte desse grupo a FEBRABAN e a consultoria Sust4in. A nova norma da série ISO 14000,

SITAWI representa o Brasil em ranking global de Investimento Responsável

06 de novembro de 2017

A SITAWI representa mais uma vez o Brasil na maior pesquisa sobre Investimento Responsável do mundo, a Independent Research on Responsible Investment – IRRI 2017. Se você trabalha em banco, corretora, gestora de recursos, empresa listada em bolsa, fundo de pensão ou seguradora,  essa é uma oportunidade para fornecer feedback sobre os provedores de pesquisa em Governança Corporativa (CG) e Investimento Responsável (SRI). Pedimos seu voto e de seus colegas

SITAWI elabora o Guia de investimento responsável para entidades de previdência para entidades de previdência complementar (EFPC)

31 de outubro de 2017

O estudo Investimento Responsável no Brasil 2016: Incorporação ASG dos Fundos de Pensão, realizado pela SITAWI, mostra que diversas EFPC já evoluíram em relação à integração de aspectos ASG em ativos geridos internamente, porém ainda realizam poucas ações para incentivar que seus gestores terceirizados também pratiquem o investimento responsável. Para as EFPCs evoluírem neste caminho, a SITAWI atuou como parceira técnica de conteúdo na elaboração do “Guia da EFPC Responsável:

Inovação no financiamento para a conservação ambiental

27 de outubro de 2017

Frederico Seifert, Gerente de Finanças Sustentáveis da SITAWI, palestrou no IV Diálogos Sustentáveis, evento que aconteceu nos dias 21 e 22 de setembro, em Brasília. O encontro reuniu representantes do Funbio, do Ministério do Meio Ambiente, do Ministério Público e de instituições do terceiro setor com o objetivo de dialogar sobre os desafios e as oportunidades do financiamento para a conservação ambiental no Brasil.   No painel de Inovação, Seifert

Brasil supera R$ 11 bilhões em emissão de títulos verdes

06 de outubro de 2017

O manejo florestal sustentável e a energia eólica dominam o uso de recursos. Nova análise de mercado de títulos de dívida e mudanças climáticas prevê crescimento no setor de agricultura e transporte de baixa emissão de carbono. O mercado brasileiro de títulos verdes já ultrapassou 11 bilhões de reais emitidos por empresas nacionais, de acordo com a segunda edição da Análise de Mercado de Títulos de Dívida e Mudanças Climáticas.

Tags: , , , ,

Brasil já emitiu US$ 3,7 bi em bônus verdes

04 de outubro de 2017

Texto de Daniela Chiaretti publicado originalmente no jornal Valor Econômico. O mercado brasileiro de títulos verdes de dívida, os chamados “green bonds”, ultrapassou os R$ 11 bilhões – ou US$ 3,67 bilhões, com estimativa de alcançar US$ 4 bilhões até o fim do ano. Essas emissões estão direcionadas principalmente a bancar projetos de energia renovável. Foram nove emissões com este rótulo, no Brasil, desde 2015. Depois de energia renovável, o

Sopa de Letrinhas para Financiar o Bem – Revista RI

25 de setembro de 2017

Por Leonardo Letelier e Gustavo Pimentel Se você ainda não ouviu falar sobre Social Impact Bonds ou Green Bonds, certamente vai ouvir em breve. Há uma série de novos mecanismos financeiros surgindo no mundo e sendo testados no Brasil que buscam aliar retorno financeiro com impacto social e/ou ambiental positivo. Dependendo de quem descreve, esse campo é conhecido como Finanças Sociais e Finanças Verdes ou Sustentáveis. Em 2016, foram emitidos os primeiros Títulos Verdes (Green Bonds)

SITAWI apoia implementação de SARAS no Banco Hipotecario de El Salvador

25 de setembro de 2017

A SITAWI foi contratada para desenhar e acompanhar a implementação do Sistema de Administração de Riscos Ambientais e Sociais (SARAS) no Banco Hipotecario de El Salvador. O SARAS cobrirá a gestão do risco socioambiental das carteiras de pequenas e médias empresas rurais e urbanas do banco. O que no Brasil já é exigido por regulamentação, ainda é incipiente em outros países da América Latina. O que chama atenção são os

Tags: , ,

Princípios ASG evoluem de questão ética para geração de alfa nas carteiras

12 de setembro de 2017

Se antes os princípios ASG (Ambientais, Sociais e de Governança) estavam mais relacionados com a ética e a moral, atualmente sua aplicação na gestão de recursos traz melhores retornos para as carteiras de investidores institucionais. “Saímos de uma abordagem ligada meramente aos valores éticos dos cidadãos e avançamos para abordagens mais relacionadas ao alfa dos portfólios”, disse Gustavo Pimentel (à esq. na foto), Diretor da SITAWI Finanças do Bem – em

Tags: , , ,

SITAWI lança estudo sobre as mudanças recentes na gestão socioambiental do BNDES

11 de setembro de 2017

Ao longo do último ano, a SITAWI monitorou as mudanças estruturais e operacionais realizadas pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES. Dentre as modificações anunciadas, várias impactam a gestão socioambiental do banco. Além destas, o BNDES avançou na implementação da sua Política de Responsabilidade Socioambiental (PRSA), realizando entregas já previstas no Plano Plurianual da PRSA (2014-17). Foram identificados doze pontos de destaque nas dimensões de Governança, Políticas

Tags: , ,

Investimento responsável na prática: webinar apresenta ferramentas utilizadas para integração ASG

17 de agosto de 2017

O conceito de investimento responsável consiste na incorporação de questões ambientais, sociais e de governança (ASG) nos processos de seleção e gestão de investimentos. Ferramentas e abordagens utilizadas na mitigação de riscos ASG e busca por melhores retornos foram tema do webinar “Investimento Responsável na prática” realizado pela SITAWI no dia 18 de julho. A discussão foi conduzida pelo diretor da SITAWI, Gustavo Pimentel, e pela consultora de Finanças Sustentáveis,

Laboratório estimula o mercado de títulos verdes no Brasil

07 de agosto de 2017

O mercado internacional de títulos verdes (green bonds) movimentou, em 2016, US$ 81 bilhões. Para acompanhar essa tendência, a Associação Brasileira de Desenvolvimento – ABDE, junto a Comissão de Valores Imobiliários – CVM e o Banco Interamericano de Desenvolvimento lançaram, no dia 3 de agosto, o Lab de Inovação Financeira para Sustentabilidade. O intuito do Lab é reunir diferentes setores (financeiro, consumidor, provedor, regulatório) em um fórum de discussão intersetorial

Mais R$112 milhões em debêntures verdes com parecer da SITAWI

11 de julho de 2017

A emissão de debêntures da Rio Energy recebeu parecer favorável da SITAWI e verificação de sua parceira VigeoEiris, conforme os critérios do Climate Bonds Standards Board. A empresa, desenvolvedora e operadora de projetos de energia renovável, realizou sua segunda emissão de debêntures de infraestrutura no montante de R$111,8 milhões, com vencimento em dezembro de 2028, para o Complexo Eólico de Itarema, no Ceará. O valor emitido foi considerado o maior

Tags: , , , ,

ABDE e BID premiam artigos sobre o Sistema Nacional de Fomento

10 de julho de 2017

Com inscrições abertas até o dia 24 de julho, a edição de 2017 do Prêmio ABDE-BID tem como foco os temas “Desenvolvimento em Debate”, “Financiamento Verde” e “Desenvolvimento e cooperativismo de crédito. A iniciativa da Associação Brasileira de Desenvolvimento em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento tem como objetivo aproximar as instâncias acadêmicas e as instituições do Sistema Nacional de Fomento – SNF. As premiações variam de R$4.000,00 a

Tags: , , ,

Brasil aparece 11 vezes no ranking global de empresas com melhor desempenho socioambiental

30 de junho de 2017

O Emerging Market 70 Ranking é composto pelas empresas com os melhores desempenhos em questões sociais, ambientais e de governança em países emergentes. Realizado através de uma metodologia exclusiva desenvolvida pela Vigeo Eiris, parceira da SITAWI, o ranking foi atualizado em junho de 2017. O ranking lista as 71 melhores empresas de um total de 850 analisadas de 31 países emergentes. Onze empresas brasileiras estão listadas no ranking: Banco do

Tags: ,

SITAWI realiza diagnóstico de práticas de gestão socioambiental para o Banco LAFISE Bancentro, da Nicarágua

30 de junho de 2017

Em nova parceria com a gestora de impacto alemã Finance in Motion, a SITAWI foi contratada para identificar as oportunidades e necessidades do Banco LAFISE Bancentro para a adequada implementação de um Sistema de Administração de Riscos Ambientais e Sociais (SARAS). Trata-se de um diagnóstico preliminar para levantar as demandas da instituição financeira para desenvolvimento das ferramentas exigidas por investidores internacionais para melhor gestão de riscos socioambientais. A equipe envolvida

Tags: , , , ,

Declaração de Investidores sobre Títulos Verdes ganha novos signatários

30 de junho de 2017

Lançada com objetivo de fortalecer o mercado de títulos verdes no Brasil, a Declaração de Investidores sobre Títulos Verdes ganha novos signatários. Zurich, Zurich-Santander e BrasilPrev assinam a declaração, uma iniciativa da Climate Bonds Initiative (CBI), Principles for Responsible Investment (PRI) e SITAWI Finanças do Bem. O documento reúne investidores que reconhecem que o crescimento do mercado internacional de títulos verdes, conhecidos também como green bonds, é um dos mecanismos

Tags: ,

Finanças Sustentáveis: Consultoria, avaliação e pesquisa para integração ASG nas decisões de investimento

19 de junho de 2017

Investidores, setor financeiro e grandes empresas tomam decisões de investimento todos os dias, afetando a economia e o bem estar da sociedade. Ao incorporar questões ambientais, sociais e de governança (ASG) ao processo decisório desses atores, acreditamos ser possível mudar o custo de capital do setor produtivo: o dinheiro fica mais barato, abundante e paciente para aqueles com impacto positivo; e mais caro, escasso e impaciente para aqueles com impacto

Tags: , , , , , , ,

Reação rápida na BRF

12 de junho de 2017

Resposta da empresa de alimentos às acusações da Operação “Carne Fraca” representa um case positivo, diferente do caso da Vale no desastre de Mariana A Operação “Carne Fraca” da Polícia Federal provocou um sério dano de imagem às empresas alimentícias, entre elas, a BRF que conta com participação de fundos de pensão. Grandes fundações como Previ, Petros, Valia, entre outros, mantém posições relevantes desde a época em que a Perdigão

Tags: , , , ,

Dever fiduciário: a importância da integração ASG

10 de maio de 2017

A integração ASG é definida como a inclusão sistemática e explícita de fatores ambientais, sociais e de governança relevantes na análise e nas decisões de investimento. No dia 3 de maio, o Principles for Responsible Investment – PRI e CDP reuniram investidores para discutir sobre a importância da análise ASG como ferramenta de dever fiduciário. Na ocasião, Carla Schuchmann, consultora de Finanças Sustentáveis da SITAWI, moderou uma oficina de engajamento

Tags: , , ,

Política de responsabilidade socioambiental no setor financeiro

08 de maio de 2017

O setor financeiro possui um papel essencial na promoção de um modelo de desenvolvimento sustentável que integre ganhos econômicos, preservação dos recursos naturais e o desenvolvimento social. Diferentes instituições financeiras no Brasil e no mundo têm avançado na proposição e adoção de protocolos, padrões e códigos de conduta voluntários, tais como os Princípios do Equador e Protocolo Verde, entre outros. Para além das iniciativas voluntárias, o sistema financeiro também tem

Tags: , , , ,

Linha ISE: Como o subcrédito social pode apoiar negócios de impacto

26 de abril de 2017

A Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais – FTFS alinhou 15 recomendações para o avanço das Finanças Sociais no Brasil. Uma das alavancas consiste na ampliação de oferta de capital, trazendo mais recursos para o campo das Finanças Sociais e Negócios de Impacto, chegando a R$50 bilhões/ano até 2020. Uma dessas recomendações consiste no uso do subcrédito social do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES para negócios

Tags: , , ,

Vale foi a empresa mais ‘controversa’ em 2016, diz estudo – Valor Econômico

25 de abril de 2017

Por Paula Selmi | Valor Econômico O desastre de Mariana (MG), no fim de 2015, provocado pelo rompimento de uma barragem, levou a Vale ao primeiro lugar do ranking das empresas mais controversas de 2016. A mineradora superou a Petrobras, que apareceu em primeira posição em 2015 e 2014, em meio ao esquema de corrupção descoberto pela Operação Lava-Jato. A operadora de telecomunicações Oi foi a primeira em 2013, quando

Tags:

Evento discute integração de fatores ASG em empresas e investimentos

24 de abril de 2017

Como os investidores e financiadores analisam e integram questões ambientais, sociais e de governança (ASG) em sua tomada de decisão? Como as empresas podem melhorar sua performance nesse tema? Essas e outras questões foram discutidas na primeira Conferência Fatores ASG realizada no dia 19 de abril, em Curitiba, que contou com a participação de Carla Schuchmann, consultora da SITAWI, e outros especialistas no assunto. Como mediadora do painel de investidores

Tags: , ,

Vale tem maior impacto socioambiental após rompimento de barragem

18 de abril de 2017

A Vale foi apontada pela consultoria SITAWI, especializada em investimentos socioambientais, como a empresa com maior número de controvérsias ambientais, sociais e de governança (ASG). De acordo com relatório elaborado pela consultoria, das 100 empresas analisadas no ano passado, a mineradora ficou em primeiro lugar em relação a riscos de sustentabilidade após os desdobramentos do desastre socioambiental provocado pelo rompimento da barragem da Samarco, controlada pela Vale, em Mariana (MG).

Tags: , , , ,

Guia para emissão de Títulos Verdes no Brasil é Iniciativa do Ano para revista especializada

10 de abril de 2017

O Guia para Emissão de Títulos Verdes no Brasil, desenvolvido pela SITAWI em 2016 para a FEBRABAN e CEBDS, foi reconhecido pela revista Environmental Finance como a Iniciativa do Ano, categoria do prêmio Green Bond Awards 2017. O Guia tem como objetivo orientar os participantes e interessados no mercado de títulos de renda fixa no Brasil a respeito do processo de emissão de Títulos Verdes. Antes de seu lançamento, em

Tags: , ,

R$200 milhões em debêntures verdes com parecer da SITAWI

28 de março de 2017

A SITAWI emitiu parecer favorável à classificação das debêntures da CPFL Renováveis como título verde, conhecidos internacionalmente como green bonds. A companhia de energia foi a primeira da América do Sul a emitir um título verde certificado pelo ‘Conselho de Normas da Climate Bonds’ (Climate Bonds Standard Board). A debênture, no valor de R$ 200 milhões, foi emitida em 2016 e os recursos foram utilizados para a construção dos projetos

Tags: , , , , , ,

Oportunidades para instituições financeiras no uso eficiente da água

22 de março de 2017

A água sempre foi um recurso valioso, mas sua relativa abundância no Brasil faz com que a sociedade nem sempre lhe atribua valor. As recentes crises de abastecimento, no Brasil e no mundo, estão levando a sociedade a compreender que a gestão da água tornou-se uma prioridade global chave. Estima-se que a captação de água aumente globalmente em 50% até 2050 (ONU, 2014). Questões relacionadas ao risco hídrico, gestão de

Tags: , , ,

Apelo verde

15 de março de 2017

Por Andrea Vialli Com uma proposta que faz reluzir os olhos dos investidores preocupados com questões socioambientais, os títulos verdes, mais conhecidos como green bonds, foram responsáveis por uma captação de cerca de US$ 81 bilhões no mundo todo no ano passado. O valor é bastante superior ao registrado em 2015, quando somou US$ 42 bilhões, de acordo com estatísticas da Climate Bonds Initiative (CBI), organização internacional sem fins lucrativos

Tags: , , , , , ,

Inovação no mercado financeiro: títulos verdes ganham espaço e geram oportunidades

22 de fevereiro de 2017

Com a mobilização mundial em torno da promoção do desenvolvimento sustentável, os títulos verdes, os chamados green bonds, vêm ganhando força. Conhecer o que são os títulos verdes e como eles estão ajudando a financiar projetos sustentáveis é o tema do Rio em Foco dessa segunda (20/02). O diretor da SITAWI Finanças do Bem, Gustavo Pimentel e a assessora técnica do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Laura

Tags: , , ,

SITAWI sobe em ranking global de investimento responsável

07 de fevereiro de 2017

SITAWI se posiciona no TOP10 em doze categorias do ranking Independent Research in Responsible Investment – IRRI 2016 Foram divulgados nesta segunda-feira, 06, os resultados do Independent Research in Responsible Investment – IRRI 2016, o maior e mais reconhecido ranking de investimento responsável do mundo. A SITAWI Finanças do Bem ficou entre os dez melhores colocados em doze categorias, seu melhor resultado desde a primeira participação, em 2013. A edição

Tags: , , , ,

Sustainable Development Goals disclosure becomes requirement of Brazilian sustainability index

17 de janeiro de 2017

Sao Paulo’s BM&FBOVESPA links ISE to SDG by Carlos Tornero | December 7th, 2016 Brazilian exchange BM&FBOVESPA will make it compulsory for the constituents of its Corporate Sustainability Index (ISE) to disclose their policies related to the UN Sustainable Development Goals (SDGs), which for the first time have been included among the criteria to participate in the index. It comes as the SDGs are starting to appear on the agenda of investors;

Tags: , , , , , , ,

Workshop sobre Títulos Verdes: Definição, Seleção & Verificação

09 de dezembro de 2016

GIZ e SEB, em parceira com o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e com o apoio da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), convidam cordialmente para um dos dois dias de workshop sobre Green Bonds em: 13 de dezembro de 2016 (emissores financeiros, investidores, coordenadores e reguladores) 14 de dezembro de 2016 (emissores não financeiros, ex.: empresas e setor público, acadêmicos e outros potenciais agentes de avaliação externa)

Tags: , ,

Conheça os vencedores do ALAS20 2016

06 de dezembro de 2016

Em sua primeira versão no Brasil, destacaram-se como vencedores do Prêmio a Energias do Brasil, na categoria Empresa, e o Itaú Asset Management, na categoria Instituição. A entrega dos prêmios ALAS20 no Brasil foi realizada nos dias 01 e 02 de dezembro de 2016, em uma série de reuniões durante visita às instalações dos vencedores pelo Diretor Geral da SITAWI Finanças do Bem, Gustavo Pimentel, e pela Chefe de Projeto

Tags: , , , ,

Instrumentos financeiros inovadores para investimento em eficiência energética

05 de dezembro de 2016

Ao longo de dois dias, mais de 40 especialistas de diversas localidades se reuniram no evento “Instrumentos Financieros Innovadores para fomentar Inversiones Eficiencia Energética”, realizado em Lima, Peru. O encontro  aconteceu nos dias 15 e 16 de novembro e contou com a participação da SITAWI Finanças do Bem. Os palestrantes expuseram perspectivas e conhecimentos sobre modelos de financiamento inovadores para eficiência energética, bem como oportunidades e desafios que têm enfrentado

Tags: , ,

Horizonte verde para o BNDES

28 de novembro de 2016

Em outubro de 2016, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tomou uma importante decisão para o desenvolvimento sustentável: não mais financiará usinas térmicas movidas a carvão e óleo combustível, e dará condições mais favoráveis a usinas solares, entre outras fontes renováveis alternativas. Esse movimento mostra uma convergência entre o posicionamento do banco e os compromissos climáticos brasileiros firmados em Paris e ratificados por lei federal. Embora temporalmente

Tags: , ,

Bancos oferecem crédito e redução de taxas a empresas com projetos sustentáveis

07 de novembro de 2016

Por Rio em Foco O setor financeiro vem se adaptando às práticas socioambientais de dentro para fora, envolvendo todas as repartições da empresa de maneira integrada e corporativa, e de fora para dentro, investindo em negócios mais sustentáveis e preocupados não apenas com o lucro, mas com o impacto de suas atividades no mundo. Alguns indicadores de sustentabilidade, Ethos e ISE, têm orientado a seguir nessa direção através de publicações

Tags: , ,

Vote para a SITAWI permanecer no topo mundial – IRRI 2016

03 de novembro de 2016

A SITAWI participa pela quarta vez da maior pesquisa sobre Investimento Responsável do mundo: a Independent Research on Responsible Investment – IRRI 2016. Se você trabalha em banco, gestora de recursos, fundo de pensão, seguradora ou empresa listada em bolsa de valores, pedimos seu voto para a SITAWI nas seguintes categorias: Q2a. Best Independent Provider of SRI / Sustainability Research SITAWI Q2b. Best Individual Analyst for SRI Gustavo Pimentel, Diretor

Tags: , , ,

SITAWI participa do debate ‘Mulheres no Mercado Financeiro’, na FEA-USP

28 de outubro de 2016

Nossa analista de Finanças Sustentáveis, Itali Collini, participou como mediadora da mesa redonda “Mulheres no Mercado Financeiro” realizada no dia 27 de novembro pela Liga de Mercado Financeiro da FEA-USP. O evento foi direcionado a estudantes e discutiu os desafios no cotidiano de profissionais do sexo feminino, reunindo mulheres com grande destaque no setor. Além de sua atuação na SITAWI em projetos de pesquisa e consultoria nos temas finanças sustentáveis,

Tags: ,

SITAWI é moderadora do ESG Investor Briefing, na BM&FBOVESPA

20 de outubro de 2016

Evento reuniu investidores para debater o desempenho socioambiental das Empresas Pioneiras em Relato Integrado e contou com a mediação de Gustavo Pimentel, da SITAWI A terceira edição do ESG Investor Briefing aconteceu na última terça-feira, dia 17, na BM&FBOVESPA, em São Paulo. O evento, organizado pelo CEBDS, GRI e CDP, faz parte das atividades do GT de Empresas Pioneiras da Comissão Brasileira de Acompanhamento do Relato Integrado e foi mediado

Tags: , , , , , ,

Vote para a SITAWI permanecer no topo mundial – IRRI 2016

01 de outubro de 2016

A SITAWI participa pela quarta vez da maior pesquisa sobre Investimento Responsável do mundo: a Independent Research on Responsible Investment – IRRI 2016. Se você trabalha em banco, gestora de recursos, fundo de pensão, empresa listada em bolsa de valores ou seguradora, pedimos seu voto para a SITAWI nas seguintes categorias: Q2a. Best Independent Provider of SRI / Sustainability Research SITAWI Q2b. Best Individual Analyst for SRI Gustavo Pimentel, Diretor Frederico Seifert,

Tags: , , ,

Brasil sobe no ranking de bolsas de valores sustentáveis

12 de setembro de 2016

Por Beatriz Ferrari* O Brasil subiu 14 posições no ranking das bolsas de valores sustentáveis, produzido anualmente pela Corporate Knights, empresa canadense especializada em pesquisas financeiras. O relatório ‘Measuring Sustainability Disclosure: Ranking the World’s Stock Exchanges 2016’ analisa 45 bolsas de valores em todo o mundo, totalizando 4.469 grandes companhias de capital aberto. A BM&FBovespa melhorou consideravelmente sua posição, alcançando o décimo segundo lugar após figurar em 26° no relatório

Tags: , ,

Estudo sobre green bonds é lançado em parceria com a Climate Bonds Iniciative

03 de agosto de 2016

Um universo de US$694 bilhões em títulos climáticos é o que aponta o estudo “Títulos de Dívida e Mudanças Climáticas: Análise do mercado em 2016”, elaborado pela Climate Bonds Iniciative em parceria com a SITAWI Finanças do Bem. O relatório, lançado no dia 2 de agosto, em São Paulo, identifica e quantifica títulos de dívida que estão sendo usados para financiar infraestrutura de baixo carbono e resistentes à mudança climática.

Tags: , , ,

Green bonds brasileiros somam US$ 3bi

01 de agosto de 2016

Por Daniela Chiaretti | De São Paulo O mercado de títulos de dívida verdes alcançou quase US$ 3 bilhões no Brasil. As emissões de dívidas de empresas brasileiras no exterior vinculadas ao financiamento de projetos socioambientais, os chamados “green bonds” ou “climate bonds”, ocorrem principalmente no setor de transporte ferroviário e, em segundo lugar, de energia. O estudo brasileiro, que será divulgado em evento na terça-feira, em São Paulo, identifica

Tags: , , ,

ESG awareness rises in Brazil’s pension industry, but more needed, says report

01 de agosto de 2016

Brazilian pension funds are making slow progress on ESG integration, according to report by Vibeka Mair | August 1st, 2016 Brazil’s $180bn pension fund industry is increasingly addressing ESG in its investment policies, but it is rarely translated into effective practices, according to a report on responsible investment in the country. The report, Responsible Investment in Brazil 2016, is written by Brazil-based ESG think-tank and research house, SITAWI – part of the Vigeo Eiris global network. It analyses the investment policies

Tags: ,

Climate Bonds, SITAWI Launch “State of the Market Brazil Edition” on climate change bond finance

31 de julho de 2016

Por Jim Lane In Brazil, the Climate Bonds Initiative, in partnership with SITAWI, will launch ‘Bonds and Climate Change: The State of the Market in 2016’ Brazil Edition.  The launch will take place in conjunction with the ‘New Economy for Brazil Post COP 21’ forum. The report analyses the Brazilian green and climate-aligned bond market, outlines green bond and capital market development options and identifies policy opportunities that can assist

Tags: , ,

US$ 694bi em títulos verdes no mundo, US$ 2,4bi no Brasil

29 de julho de 2016

Climate Bonds Initiative e SITAWI lançam ‘Análise de Mercado em 2016: Títulos de Dívida e Mudança Climática’ em São Paulo Mercado de Títulos Verdes e Climáticos atinge $694 bilhões globalmente e $2,4 bilhões no Brasil. São Paulo e Londres, 28/07/2016: A Climate Bonds Initiative, em parceria com a SITAWI, lançará o relatório ‘Títulos de Dívida e Mudança Climática: análise do mercado em 2016’ no dia 02 de Agosto, em São

Tags: , ,

Brasil detém US$ 2,4 bilhões de títulos climáticos, aponta estudo

28 de julho de 2016

Brasil detém US$ 2,4 bilhões de títulos climáticos, aponta estudo Publicado na Revista Investidor Institucional em 28 de julho 2016 O total de títulos climáticos no Brasil em maio de 2016, era de US$ 2,4 bilhões. Destes, 23% eram compostos por títulos verdes rotulados – que geram benefícios ambientais explícitos de prazos mais curtos. Os dados são de relatório da Climate Bonds Initiative em parceria com a consultoria SITAWI. Os títulos climáticos

Tags: , , , ,

Desafio dos Princípios para Investimento Responsável | We Challenge You

18 de julho de 2016

Os Princípios para Investimento Responsável, rede global da qual a SITAWI é signatária, lançou um desafio para comemorar seus dez anos. O objetivo é revolucionar a agenda de investimentos da próxima década e a participação de todos é imprescindível. Lançado em 2006, pelo então Secretário-Geral da ONU, Kofi Annan, e alguns dos maiores investidores do mundo, os Princípios para Investimento Responsável têm como objetivo tornar nosso sistema financeiro global mais

Tags: , , , , , ,

O estudo “Eficiência no Uso da Água” identifica 14 tecnologias poupadoras de água com potencial de mercado de R$ 49 bilhões

29 de junho de 2016

Por Exame.com O Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), em parceria com a GIZ – agência de cooperação do governo alemão que oferece soluções sustentáveis em processos de mudanças econômicas, sociais e políticas – acaba de lançar o estudo Eficiência no Uso da Água – Oportunidades para Empresas e Instituições Financeiras. O objetivo do estudo é apontar oportunidades tanto para empresas como para os bancos participarem ativamente da

Tags: , , , ,

SITAWI Finanças do Bem participa do Fórum de Economia Limpa

21 de junho de 2016

O Fórum de Economia Limpa, realizado pela Folha de São Paulo nos dias 20 e 21 de junho, reuniu especialistas para discutir de que formas as entidades públicas e privadas podem incentivar a sustentabilidade no país. O encontro aconteceu em São Paulo e contou com a participação de nomes como o atual ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho; Suzana Kahn, coordenadora do Fundo Verde da COPPE – UFRJ; Beatriz Luz,

Tags: ,

Carteira de R$ 150 bilhões de fundos de pensão do Brasil seguem critérios socioambientais

20 de junho de 2016

Publicado na Revista Investidor Institucional em 16 de junho 2016 Do total do patrimônio investido em renda variável e estruturados na carteira dos 50 maiores fundos de pensão do Brasil, R$ 150 bilhões seguem critérios básicos socioambientais e de governança em seus investimentos, segundo estudo da SITAWI. De acordo com o diretor da consultoria, Gustavo Pimentel, o estudo busca identificar em qual nível os fundos de pensão integram critérios ambientais, sociais

Tags: ,

Confira o estudo sobre Financiamento à Energia Renovável

05 de junho de 2016

O estudo “Financiamento à Energia Renovável”, encomendado à SITAWI pelo Conselho de Líderes do CEBDS, foi pauta no jornal Valor Econômico no mês de Maio. O estudo mapeia barreiras ao financiamento de energias alternativas e aponta soluções para destravá-lo. Confira aqui o material completo. O crescimento da geração de energia renovável (25% a.a. em média nos últimos dez anos) teve como fonte principal e mais barata de financiamento o Banco

Tags: , ,

Finanças sem Desmatamento

02 de junho de 2016

A SITAWI apresentou em Bogotá, na Colômbia, a prévia do estudo em parceria com a WWF para a criação de fluxos financeiros livres de desmatamento na Amazônia brasileira e colombiana. No evento “Incorporación de criterios verdes en el sector financiero: Retos y Oportunidades”, nosso consultor Fred Seifert apresentou alternativas para integrar a questão do desmatamento nas práticas dos bancos, através do desenvolvimento de políticas e salvaguardas ambientais mais fortes, além de como

Tags: , ,

“Eficiência pode reduzir tarifa em 27% até 2030″ – Valor Econômico 06/05/2016

06 de maio de 2016

Por Rodrigo Polito A meta assumida pelo governo brasileiro na 21ª Conferência das Partes da Organização das Nações Unidas (COP-21) de alcançar 10% de ganho de eficiência no setor elétrico até 2030 pode ter um efeito redutor de 17% nas tarifas de energia no período. O cálculo faz parte de estudo do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), feito pela consultoria PSR, lançado ontem. O estudo conclui ser

Tags: , , ,

“Crédito para a transição é limitado” – Valor 28/04/2016

28 de abril de 2016

A transição para um novo modelo de produção que respeite o Acordo do Clima, assinado em Paris em dezembro, implica mudanças e até a interrupção de processos produtivos movidos pela queima de combustíveis fósseis e adoção de fontes de energia renováveis para desacelerar a emissão de gases de efeito estufa. Vai demandar um grande volume de investimentos, mas a fonte dos recursos é um campo em aberto. Um estudo produzido pelo Centro de Estudos

Tags: , ,

Workshop sobre compras governamentais e negócios de impacto

18 de abril de 2016

A SITAWI realizou uma apresentação sobre SIBs no Workshop sobre Compras Governamentais e Negócios de Impacto da Oficina Municipal, que contou com a participação de representantes da FGV (Prof. Regina Pacheco e prof. Fernando Burgos), da UNESP (prof. Valdemir Pires), do ICE (Célia Cruz e Diogo Quitério), do Consórcio Municipal do Paranapanema – CIVAP, e do EGEM (Escola de Gestão Municipal) de Santa Catarina. O evento tem o objetivo de

Tags: , , , ,

Petrobras lidera ranking de empresas com maior número de controvérsias

01 de abril de 2016

Por mais um ano, a Petrobras é a companhia brasileira com maior número de controvérsias entre cem empresas analisadas em 2015, principalmente diante do envolvimento da estatal nas investigações da Operação Lava-Jato, mostra levantamento da consultoria SITAWI Finanças do Bem. Vale e JBS compõe o ranking com questões relacionadas a questões ambientais e com trabalhadores. A pesquisa é baseada em eventos que podem afetar ou que já afetaram de maneira

Tags: , ,

“Ser sustentável é melhor que remediar.” – Valor Econômico 29/12/2015

04 de janeiro de 2016

O peso de dados ambientais e sociais na definição de valor das empresas tem crescido de forma exponencial segundo um estudo da EY, antiga Ernst & Young, divulgado com exclusividade para o Valor. A consultoria entrevistou 200 investidores institucionais, incluindo fundos de pensão, gestores de recursos, analistas e diretores de investimento em todo o mundo. Aqueles que consideram informações não-financeiras relevantes para decisões de investimento em todos os setores cresceram dos 33,7% apurados na primeira edição da pesquisa, em 2014, para 61,5% neste ano. Os que recorrem a uma avaliação metódica e estruturada de questões socioambientais saltaram de 19,6% dos entrevistados para 37%.

Tags: , , ,

SITAWI no Blog da EIRIS sobre a tragédia em Mariana e seus impactos financeiros na Samarco e na Vale

14 de dezembro de 2015

The recent case of Samarco’s dam that collapsed in Brazil shows that waste management is key to the mining sector in addressing significant risks. The collapse resulted in the joint owners, Vale and BHP Billiton, dealing in the aftermath with fatalities and serious injury, health risks due to water contamination, community displacement and environmental pollution, as well as serious impacts on local biodiversity.

Tags: , , , ,

Green Bonds: a porteira abriu!

22 de junho de 2015

As empresas brasileiras têm muitos investimentos ambientais para fazer, enquanto investidores estão ávidos por comprar os chamados bônus verdes. A SITAWI vem incentivando este mercado desde 2014 e é com grande alegria que parabenizamos a BRF, primeira empresa brasileira a emitir Green Bonds: EUR 500 milhões! Conheça mais sobre as oportunidades trazidas por Green Bonds e confira nossa apresentação.

Tags: ,

Quem não se comunica…

22 de junho de 2015

Para acessar os recursos de investidores responsáveis, as empresas precisam aprender a comunicar não só seus resultados financeiros, mas também sua performance e credenciais socioambientais, de maneira integrada. A SITAWI treinou mais de 15 empresas reunidas no GT Empresas Pioneiras de Relato Integrado no último mês a construir uma apresentação concisa para investidores institucionais.

Tags: ,

ESG Alpha: confira as apresentações e veja o que foi discutido no evento

02 de junho de 2015

O Evento ESG Alpha, organizado no dia 27 de maio pela SITAWI em parceria com PRI, MSCI e Santander Asset Management, foi um sucesso! Para quem não teve a chance de estar presente e participar ao vivo dos painéis e debates, nós disponibilizamos as apresentações dos palestrantes do evento em vídeo e em pdf. Para acessar o pdf clique no nome do palestrante e, para o vídeo, no link abaixo do nome:

Tags: , , ,

Meio ambiente é oportunidade de negócio

20 de maio de 2015

A SITAWI apresentou sua expertise sobre o nascente mercado de Green Bonds no último dia 7 em Brasília para uma platéia de especialistas ambientais e profissionais de bancos. Os títulos podem ser usados por empresas e instituições financeiras para captar recursos que financiem ativos verdes e benéficos ao clima. Confira a apresentação Green Bonds: Um novo instrumento para promover investimentos verdes aqui.
Para conhecer o trabalho da SITAWI em Green Bonds, contate gpimentel@sitawi.net.

Tags: , ,

“Como aliar o mercado de capitais às causas sociais & ambientais?” – Revista RI

09 de janeiro de 2015

“A necessidade é a mãe da invenção”, disse o filósofo grego Platão. O economista Sergio Weguelin, atualmente sócio da BRZ Investimentos, foi superintendente da área de Meio Ambiente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e, entre as suas diversas atribuições, cuidava do departamento que fazia a gestão do Fundo Amazônia, que conta com doações de governos estrangeiros e de empresas para ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento.

Tags: , ,

“Redução da emissão de CO₂ no país passa por eficiência” – Brasil Econômico 15/12

16 de dezembro de 2014

Embora o Brasil tenha um projeto modelo de eficiência energética, o Procel, o país apresenta baixos índices de eficiência quando comparado com as principais economias do mundo, de acordo com estudo realizado pela Sitawi Finanças do Bem para o Conselho Empresarial Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável (Cebds). Em ranking de 16 países, o Brasil ocupa a 15ª posição, à frente apenas do México. Elaborado pela American Council for an Energy-Efficiency Economy, o ranking mostra que o país utiliza menos de 30% do seu potencial de eficiência energética. Pelos dados do Programa Nacional de conservação de Energia Elétrica (Procel), o potencial de redução de consumo chega a 46 mil GWh, representando R$ 20 bilhões por ano.

Tags: , ,

Barreiras do financiamento à eficiência energética no Brasil são tema do novo estudo produzido pela SITAWI Finanças do Bem

09 de dezembro de 2014

Hoje, o Conselho Empresarial Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável lançou a publicação “Destravando o Financiamento à eficiência energética no Brasil: soluções financeiras e não financeiras para os agentes de mercado”, produzido pela SITAWI, sob encomenda das Câmaras Técnicas de Finanças e de Clima do CEBDS.

Tags: , , ,

“Selo ‘verde’ pode reduzir custo de captação” – Valor Econômico 08/12

08 de dezembro de 2014

Em abril deste ano, a companhia espanhola de energia Iberdrola captou € 750 milhões em uma emissão de bônus com prazo de oito anos. A demanda superou em quatro vezes esse valor e os papéis foram lançados com cupom de 2,5% ao ano, o mais baixo já pago por uma empresa do país.

Um “selo verde” atestando que os recursos captados seriam usados em projetos de energias renováveis foi fundamental para que a empresa conseguisse captar a um custo tão baixo, afirma o chefe de mercado de capitais e gestão de riscos da Iberdrola, Ignácio Real de Asúa.

Tags: , ,

ABDE lançará Guia de Responsabilidade Socioambiental desenvolvido pela SITAWI

14 de novembro de 2014

No próximo mês de dezembro será lançado o inédito Guia de Responsabilidade Socioambiental encomendado pela ABDE (Associação Brasileira de Desenvolvimento) e BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e produzido pela SITAWI. O guia é fruto da Resolução 4.327, criada pelo Banco Central (BC), que prevê a adoção e prática de Políticas de Responsabilidade Socioambiental (PRSA) próprias por todas as instituições financeiras do Brasil até 2015.

Tags: , ,

“A hora das tecnologias verdes”, artigo publicado no jornal o Valor Econômico em 06/10/14

06 de outubro de 2014

As tecnologias verdes estão ganhando importância como alavanca de crescimento da economia global. Elas já movimentam um mercado de € 200 bilhões em todo o mundo. Entre os anos de 2008 e 2011, esse mercado avançou a uma taxa anual de 10%. Para efeito de comparação, no mesmo período a economia global cresceu abaixo de 3% ao ano. Enquanto isso, no Brasil, as tecnologias de produção mais eficientes e de menor impacto ambiental representam 0,8% do PIB e movimentam € 8 bilhões por ano. Impulsionado pelo setor de biocombustíveis e energia renováveis, o Brasil é o 4º país no ranking de vendas de tecnologias verdes em relação ao PIB. Na Dinamarca, país que lidera o ranking, o mercado “verde” já representa 3,1% do PIB, segundo estudo da WWF em parceria com a consultoria Roland Berger.

Tags: , , ,

Gustavo Pimentel comenta o crescimento do interesse nos investimentos responsáveis, em entrevista ao Valor Econômico

28 de agosto de 2014

Abaixo reportagem publicada hoje no Jornal o Valor Econômico, com mais uma entrevista com o Diretor de Research & Advisory da SITAWI, Gustavo Pimentel, em sua participação no Seminário “Ação 2020 – soluções de negócios para um país sustentável”, promovido pelo CEBDS e o Valor Econômico.

Tags: , , ,

Reportagem do Valor Econômico com o Diretor da SITAWI, Gustavo Pimentel, aborda a alocação de capital sustentável

27 de agosto de 2014

Gustavo Pimentel, Diretor de Research & Advisory, participou ontem do seminário “Ação 2020 – soluções de negócios para um país sustentável”, promovido pelo jornal Valor Econômico e Centro Empresarial Brasileiro de Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) em São Paulo, ao lado de Canada Goose Langford Parka representantes do Itau-Unibanco, Grupo Boticário e International Conservancy. Após o evento, Gustavo foi entrevistado pelo Valor Econômico e comentou a respeito dos “green / climate bonds”, que são títulos de dívidaCanada Goose Lodge Down Hoody vinculados ao financiamento de atividades e projetos socioambientais. Confira a íntegra abaixo.

Tags: ,

SITAWI no Afeganistão e na Isto É Dinheiro

19 de agosto de 2014

Este mês, Gustavo Pimentel, nosso Diretor de Research & Advisory, foi até a capital do Afeganistão, Cabul, prestar consultoria a bancos locais para o desenvolvimento de sistemas de gestão de risco socioambiental.A história foi parar na revista e no site da Isto IstoÉ Dinheiro. Na entrevista, ele conta como é o mercado de crédito para pequenos negócios no país islâmico, além dos principais desafios culturais e profissionais de se fazer negócios no Afeganistão.

Tags: ,

É possível valorar o capital humano e as boas práticas trabalhistas?

07 de julho de 2014

No campo da sustentabilidade não faltam hipóteses teóricas sobre a relação entre a performance socioambiental e o desempenho econômico das empresas. Estamos sempre escutando por aí que sustentabilidade reduz custos, abre novos mercados, melhora o acesso ao capital, atrai e retém talentos, entre outras relações que soam bem aos ouvidos, mas são difíceis de se provar, na prática, por serem intangíveis. A qualidade do capital humano e as boas práticas trabalhistas com certeza entram nesse rol de intangíveis.

Tags: , , ,

Estudo inédito da SITAWI é divulgado também no site Acionistas

24 de abril de 2014

“O estudo da SITAWI analisou as controvérsias de 72 empresas listadas em bolsa que compõem o Índice MSCI Brasil. O setor de Telecomunicações lidera com 26% dos fatos negativos, principalmente envolvendo má qualidade do serviço e atendimento a clientes, sendo 44% deles considerados graves. Logo abaixo segue o setor de Serviços Financeiros com 17%, seguido por Serviços Públicos (água e eletricidade) com 14% e Petróleo, Gás e Energia com 13% dos fatos negativos identificados.”

Tags: ,

O Valor do sustentável

16 de abril de 2014

A reportagem de página inteira, publicada em 16/04/2014 pelo jornal Valor Econômico, discute novas evidências sobre o valor que práticas de gestão socioambiental podem gerar para as empresas. O estudo da SITAWI sobre Controvérsias Socioambientais teve destaque, com suas métricas que podem antecipar empresas terão mais problemas. Veja como os investidores têm monitorado a atuação empresarial para detectar com antecedência eventos socioambientais de impacto:

Tags: ,