Evento discute integração de fatores ASG em empresas e investimentos

Como os investidores e financiadores analisam e integram questões ambientais, sociais e de governança (ASG) em sua tomada de decisão? Como as empresas podem melhorar sua performance nesse tema? Essas e outras questões foram discutidas na primeira Conferência Fatores ASG realizada no dia 19 de abril, em Curitiba, que contou com a participação de Carla Schuchmann, consultora da SITAWI, e outros especialistas no assunto.

Como mediadora do painel de investidores e financiadores, Carla ressaltou a importância de eventos do gênero e como eles podem impactar as iniciativas que já acontecem.

“A região conta com diversas iniciativas ASG, mas ainda carece de discussões potenciais sobre o tema. Isso ressalta as oportunidades de acesso a capital para apoiar instituições que desejam desenvolver projetos com impactos ASG positivos”, comentou a consultora de Finanças Sustentáveis da SITAWI.

fatores asg

Promovido pelo Principles for Responsible Investment – PRI, em parceria com Cornerstone Capital Group e ISAE Escola de Negócios, o encontro reuniu cerca de trinta participantes na capital paranaense.

O painel “Utilizando informações ASG na tomada de decisão de investimento e financiamento” discorreu sobre como se dá a análise de informações ASG feita por investidores e financiadores com a participação de Claudio Shigueoka, do Fomento Paraná, Juliana Lopes, representante do CDP na Latin America e Tatiana Assali, do Principles for Responsible Investment, rede global de investidores com mais de 60 trilhões de dólares em ativos, da qual a SITAWI Finanças do Bem é signatária.

Em sua rede social, Juliana Lopes, representante da CPD na América Latina, comentou sobre o sucesso do evento.

“A audiência paranaense reforçou sua tradição de inovação com questões provocativas e  ideias para estimular a integração de fatores ambientais, sociais e de governança nas decisões de investimento tanto por empresas quanto investidores. Também discutimos oportunidades de colaboração do setor privado com cidades no tema de infraestrutura verde”, declarou.

O segundo bloco, intitulado “ASG como criação de valor sustentável nas empresas”, apresentou ações que as empresas estão fazendo para ter uma melhora contínua na performance desse tema. Heloisa Covolan, da Itaipu Binacional, Omar Rodrigues, do Grupo Boticário e Juliana Lopes, do CDP, discorreram sobre o tema com a mediação de Mauricio Barbeiro, da Cornerstone Capital Group.

Saiba mais: http://bit.ly/2p42ktr