Empregabilidade leva prêmios da 1ª Chamada de Contratos de Impacto Social da SITAWI

A 1ª Chamada de Contratos de Impacto Social da SITAWI anuncia seus vencedores. Na categoria FAPERJ, a Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissionalizante Superior de Nova Friburgo foi a escolhida, enquanto na categoria Geral, com abrangência nacional, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social de Campo Limpo Paulista conquistou o primeiro lugar. Os projetos serão premiados com a análise de aderência do problema social ao contrato de impacto social pela metodologia própria desenvolvida pela SITAWI e receberão um certificado da premiação em nome do Estado ou Município.

“São dois projetos que tratam a questão da Inclusão Produtiva, tema de grande relevância para o Brasil de hoje. Contudo, a abordagem de ambos é complementar. O foco de Nova Friburgo é de promoção do empreendedorismo, enquanto o de Campo Limpo Paulista aborda a inclusão de pessoas em situação de vulnerabilidade social”, comentou Bruno Pantojo, Especialista de Contratos de Impacto Social da SITAWI.

A Secretaria de Nova Friburgo apresentou um projeto cujo objetivo é a inclusão profissional de pessoas com alto nível de qualificação. Dada a baixa dinamicidade da economia local, as pessoas que se qualificam acabam por deixar o território, caso clássico de seleção adversa, quando permanecem na cidade os não-qualificados. Esse problema se agravou nos últimos anos com a expansão do ensino superior na cidade. O objetivo é desenvolver uma estratégia eficaz de apoio a novos negócios locais e desenvolvimento de uma rede de apoio ao empreendedor.

Já o projeto vencedor na categoria Geral visa a inserção profissional de pessoas em vulnerabilidade social no Município de Campo Limpo Paulista. A ideia é encontrar alternativas ao modelo ofertado hoje, algo muito próximo às frentes de trabalho. A população envolvida está majoritariamente na intersecção entre a necessidade de assistência social e trabalho. Assim, o objetivo é combinar formação e inclusão dessa população.

“Após a divulgação dos resultados, em calendário acordado de acordo com o contexto atual, iniciaremos os trabalhos em conjunto com os governos vencedores, mergulhando a fundo nas realidades locais e avaliando a aderência dos problemas sociais propostos ao modelo dos Contratos de Impacto Social”, apontou Bruno.

Ao todo, a Chamada recebeu 17 inscrições de projetos vinculados a governos municipais e estaduais de todo o Brasil. Houve inscritos de quatro regiões do país e os temas foram bastante variados, tratando desde questões como coleta seletiva, gestão de parques e habitação popular até alcoolismo e empregabilidade. 

A Chamada de Contratos de Impacto Social

A 1ª Chamada SITAWI de Contratos de Impacto Social, lançada em abril de 2019, busca reconhecer e apoiar projetos de alto potencial de impacto social, desenvolvidos pelo poder público em qualquer área temática que seja adequada à implementação como contrato de impacto social (CIS). O objetivo é incentivar gestores públicos a contribuírem para a modernização da gestão de seus governos e o aperfeiçoamento dos serviços públicos oferecidos à população. Os projetos classificados em 1º lugar na categoria Geral e 1º lugar na categoria Rio de Janeiro serão premiados com a análise de aderência do problema social ao CIS pela metodologia própria desenvolvida pela SITAWI Finanças do Bem e com um certificado da premiação em nome do Estado ou Município.

Saiba mais sobre a Chamada SITAWI de Contratos de Impacto Social aqui.