A Evolução do Programa Finanças Sustentáveis

Com o intuito de reforçar o conceito de Finanças do Bem e ampliar o compromisso com a mobilização de capital para impacto socioambiental positivo, a SITAWI iniciou, em 2013, o Programa de Finanças Sustentáveis, a partir da associação com os projetos e consultores liderados por Gustavo Pimentel. Desde então, o programa vem diversificando seu portfólio e se consolidando como a maior prática de Finanças Sustentáveis no Brasil e na América Latina.

Ao incorporar questões ambientais, sociais e de governança (ASG) ao processo decisório de investidores, setor financeiro e grandes empresas, acreditamos ser possível mudar o custo de capital do setor produtivo: o dinheiro fica mais barato, abundante e paciente para aqueles com impacto positivo; e mais caro, escasso e impaciente para aqueles com impacto negativo.finsust

O programa trabalha com bancos de desenvolvimento, bancos comerciais, fundos de pensão, de private equity, asset managers, seguradoras, fundações filantrópicas, ONGs, associações, think-tanks e grande empresas para avançar a integração de temas socioambientais nas decisões de investimento. O modelo de negócios é prioritariamente comercial, com pagamentos diretos pelos clientes por serviços de consultoria e pesquisa. Em alguns casos, somos remunerados por recursos de cooperação técnica (ex. BID) ou de fundações filantrópicas (ex. Fundação Mott, Instituto Clima e Sociedade), onde os beneficiários dos projetos não são as entidades pagantes. 

“A SITAWI tem sido uma excelente apoiadora e divulgadora dos Princípios para Investimento Responsável, tanto como signatária quanto parceira. Sua equipe está sempre envolvida nos grupos de trabalho e fóruns sobre o tema, contribuindo de forma exemplar para o desenvolvimento de uma agenda sustentável, não só no Brasil, mas no mundo todo. Que os próximos 10 anos sejam de ainda mais sucesso e realizações!”

Tatiana Assali, Head of Latin America, PRI Principles for Responsible Investment

Em 2017, o programa realizou um total de 37 projetos, crescimento de 147% com relação a 2013, seu primeiro ano. Considerando receita líquida, o crescimento foi ainda mais expressivo, de 222%. A equipe triplicou, encerrando 2017 com 14 profissionais, a maior do Brasil e da América Latina dedicada ao tema.

Neste último ano a área alcançou importantes marcos:

1) Aprofundou a expertise na temática de sustentabilidade no financiamento do agronegócio, realizando projetos emblemáticos com WWF, TNC e FAO.

2) Atingiu a marca de 123 empresas brasileiras avaliadas com metodologia própria de Valuation ASG, entrando para o top10 de melhores casas de pesquisa ASG no mundo segundo a Independent Research in Responsible Investment (IRRI).

3) Completou 50 projetos relacionados a gestão de riscos socioambientais em instituições financeiras (SARAS), com expressiva expansão para a América Latina. E elaborou 8 pareceres de segunda opinião sobre Títulos Verdes no Brasil, dos quais 6 já foram emitidos, atingindo 100% de market share no mercado local.

Saiba mais em nosso Relatório Anual de 2017.

SITAWI_RA2017_Baixar