Gestão de Fundos Filantrópicos

Um Fundo Filantrópico é a forma de utilizar a expertise da SITAWI para tornar as suas iniciativas sociais, ambientais ou filantrópicas mais relevantes e eficientes.
vantagens
  • Insights da SITAWI no histórico de apoiar negócios de impacto e organizações sociais
  • Alto nível de customização
  • Compromisso com a transparência
  • Qualificação como OSCIP
  • Praticidade e conveniência, sobretudo na articulação entre múltiplos parceiros

A gestão de Fundos Filantrópicos permite o direcionamento de recursos de apoio às causas sociais e ambientais de uma forma flexível e eficiente, aumentando o capital disponível para impacto social tanto a partir do apoio de empresas, quanto de famílias filantropas.

No primeiro caso, observa-se o crescente número de empresas em busca da sinergia entre o sucesso nos negócios e o legado socioambiental. No entanto, aquelas que já possuem iniciativas sociais implementadas e as que pretendem iniciar programas sociais, enfrentam uma série de desafios no desenho, implementação e controle financeiro de suas estratégias de impacto.

Já no caso das famílias, muitas possuem o desejo de impactar o setor social de forma relevante, no entanto, esse processo pode se tornar complexo e consumir muito tempo. A fim de maximizar seu impacto social, as famílias precisam dedicar muito do seu tempo e atender a pedidos descasados com sua vocação.

Desde a criação do primeiro Fundo Filantrópico, em 2012, a SITAWI já fez a gestão de mais de 20 fundos, possibilitando que diversas organizações unissem esforços no co-financiamento de uma estratégia comum. Por vezes, auxiliamos na gestão do fluxo de recursos e damos aconselhamento ou outros níveis de apoio, como por exemplo, Estratégia e Governança, Operacional ou Financeiro.

20170619-Gráfico-Fundos-Filantrópicos-comemp

 

E como o recurso gerenciado gera impacto social e/ou ambiental?
Cada fundo tem objetivos definidos do impacto social ou ambiental almejado e eles são acordados entre o instituidor e a SITAWI.
Empréstimos
Doações
pagamentos de Despesas de projetos
Empréstimos a uma taxa de juros abaixo do mercado para empreendimentos sociais e/ou ambientais. Como o capital é devolvido, novos empréstimos podem ser feitos, atingindo novos beneficiários e projetos. O resultado é o uso eficiente do dinheiro e um significativo efeito multiplicador.Doações para organizações sem fins lucrativos apoiam causas sociais alinhadas com os objetivos de cada fundo. As organizações receptoras podem ser definidas antes da criação ou ao longo do funcionamento do fundo.Pagamentos para produtos ou serviços para o fundo cumprir com os seus objetivos socioambientais.

Conheça o case e o perfil de cada um dos Fundos ativos: 

FUNDOS SOCIOAMBIENTAIS ROTATIVOS:

Fundo de Empréstimos Socioambientais – FESgestao-fundo2
Primeiro fundo criado pela SITAWI, em 2008, o FES recebe recursos doados por diferentes atores como institutos, fundações e pessoas físicas. O objetivo é apoiar negócios de impacto, sejam eles com ou sem fins lucrativos, através de diferentes mecanismos de impacto como os Empréstimos Socioambientais, a Garantia e o Crowdlending. Oferece um recurso retornável com taxa de juros abaixo do mercado, no valor da taxa SELIC. Conheça.
Família Cgestao-familia
Família C é um fundo de gestão compartilhada, construído a partir da doação de um family office, que tem como objetivo ofertar capital para o crescimento de organizações sociais e negócios de impacto. Por meio deste fundo, em 2017 foi estruturada pela primeira vez no país uma operação de crowdlending para um negócio de impacto. Entenda como funcionou a iniciativa e conheça a organização beneficiada pelo instrumento.


FUNDOS FILANTRÓPICOS:

Janelas Abertas 
O Fundo Filantrópico Janelas Abertas, liderado pela associação independente e sem fins lucrativos de bolsas da Escola Eleva, é direcionado a alunos de baixa renda com alto potencial e visa conceder bolsas para aqueles que, sem apoio financeiro, não teriam acesso a uma educação de qualidade.

A iniciativa acredita na educação como principal ferramenta de transformação e no empoderamento de pessoas com diferentes histórias de vida para que tenham oportunidades de alcançar os seus sonhos. Nesse sentido, o propósito é fomentar a diversidade e transformar cada vez mais jovens de trajetórias diversas em líderes que tragam perspectivas singulares para solucionar os problemas que enfrentamos hoje.

A expectativa da Associação Janelas Abertas é iniciar uma mudança de paradigma no sistema de bolsas escolares do país, servindo de inspiração para outras instituições de excelência. Até 2022, o programa espera atingir um percentual de 20% de alunos bolsistas na Escola Eleva que, em 2018, conta com 55 alunos e famílias bolsistas. A iniciativa acredita que, além de apoio financeiro, uma bolsa deve oferecer acompanhamento completo aos alunos e suas famílias. Nesse sentido, o programa alia acompanhamento pedagógico e psicológico com apoio financeiro.

A fim de potencializar o impacto do Programa de Bolsas, a Escola Eleva e a associação Janelas Abertas estabeleceram um matchfunding: a cada aluno financiado por um doador da associação, a Escola Eleva garantirá a educação de mais um aluno, até que a meta de 20% de alunos bolsistas seja atingida.

Todas as doações feitas à associação são direcionadas ao Fundo Janelas Abertas e destinadas ao financiamento do estudo de crianças e jovens de baixa renda do Rio de Janeiro. O montante arrecadado pela associação – via matchfunding ou doação direta – será gerenciado pela SITAWI Finanças do Bem. Conheça.

+Unidos / USAID
Criado em 2006, o Grupo +Unidos é uma parceria entre a Agência dos EUA para o Desenvolvimento Internacional (USAID) e um conjunto de 18 empresas americanas, composto por 3M, Burson Marsteller, Caterpillar, CitiBank, Coca-Cola, Cummins, Dow, ExxonMobil, GE, Intel, Internacional Paper, Johnson & Johnson, KPMG, Microsoft, Monsanto, Motorola Solutions, PayPal e Qualcomm. A sua proposta é beneficiar a sociedade brasileira por meio de iniciativas educativas e ambientais.

“O Grupo +Unidos surgiu a partir da ideia de se congregar empresas americanas estabelecidas no Brasil para que, de forma conjunta, pudessem investir em projetos de responsabilidade socioambiental. Este esforço colaborativo só se tornou viável graças ao apoio da SITAWI, que se mostrou um eficiente catalisador de processos atuando diretamente na gestão do Fundo Filantrópico inerente à atuação do Grupo +Unidos. Este apoio permitiu que a entidade pudesse atuar de forma segura e confiável à medida que ganhava maturidade para se estabelecer como uma organização formal”.
Augusto Corrêa Gerente Executivo do Grupo +Unidos

BMW Foundationgestao-bmw
Para impulsionar o início de suas atividades no Brasil, a Fundação BMW decidiu abrir um Fundo social com a SITAWI. A instituição alemã tem como objetivo fomentar diálogos transetoriais para o bem comum, além de fomento de inovação social.
Instituto InterCement
O Instituto InterCement procurou a SITAWI para gerenciar um Fundo Filantrópico de apoio às atividades de desenvolvimento comunitário da organização. O investimento executado em 2017 teve como destino a realização do concurso “Ideias Comunitárias” para apoiar projetos de empreendedores das cidades onde a entidade atua. A iniciativa tem o objetivo de incentivar os integrantes dos Comitês de Desenvolvimento Comunitário (CDCs) a exercitarem o empreendedorismo, por meio da elaboração e da execução de projetos que contribuam para o desenvolvimento comunitário.

Em 2017, o Ideias Comunitárias selecionou seis projetos de cinco estados brasileiros para receber aporte financeiro, de até R$20 mil cada, a fim de desenvolverem as atividades para fortalecer vínculos comunitários, valorizar ativos locais, articular parceiros e formar redes de colaboração, de forma a criar um ambiente favorável e participativo em prol do desenvolvimento sustentável e da autonomia das comunidades, preferencialmente nos municípios nos quais a organização desenvolve suas atividades industriais.

Instituto MahleInstituto Mahle logo
Com o objetivo de promover o desenvolvimento da cadeia produtiva da macaúba, a INOCAS está desenvolvendo o projeto “Extrativismo Sustentável de Macaúba Orgânica”, nos municípios mineiros de Patos de Minas, Arapuá, Carmo do Paranaíba, Presidente Olegário e Tiros. A iniciativa conta com a gestão financeira da SITAWI e com o financiamento do Instituto Mahle, organização que promove o desenvolvimento humano através da inclusão social e econômica e que doou parte dos recursos para a realização das atividades.

Este fundo foi um desdobramento do empréstimo-ponte que a SITAWI concedeu para a INOCAS em 2016, com o objetivo de promover o desenvolvimento da cadeia produtiva da macaúba como fonte de óleo vegetal sustentável. Em 2017, a equipe técnica da INOCAS realizou mais de 80 visitas técnicas, 20 reuniões em comunidades rurais, 5 Oficinas de Capacitação e treinou 76 agricultores familiares sobre as boas práticas de coleta e armazenamento de macaúba nativa. Com a disseminação do projeto, 10 agricultores realizaram a coleta de 25 toneladas de frutos de macaúba nativa. O sucesso destas atividades, desenvolvidas pelos produtores mais visionários e inovadores da região, tem função demonstrativa e irá incentivar um grupo maior de produtores na safra de 2018, em que será buscada, pela primeira vez, a certificação orgânica da macaúba nativa.

Nova Democracia
A coalizão Nova Democracia é uma plataforma que se dedica a reunir e a promover a colaboração entre pessoas, organizações e movimentos da sociedade civil pela melhoria das regras, condições e práticas da disputa política no país e da interface cotidiana entre as instituições e a sociedade. Em 2017, direcionou esforços à defesa de propostas durante o debate da reforma política no Congresso Nacional através da campanha Reforma que Queremos, defendendo candidaturas independentes, democracia interna nos partidos e financiamento democrático das campanhas. Também em 2017 foi iniciada uma articulação que se manterá por todo o ano de 2018: o Pacto pela Democracia. Trata-se de um acordo proposto pela sociedade civil e celebrado por atores políticos comprometidos com boas práticas eleitorais e engajados na promoção de uma Reforma Política amplamente participativa a ser realizada em 2019.

“A parceria com a SITAWI foi e é decisiva como parte deste percurso, com o modelo dos Fundos Filantrópicos refletindo de forma plena o espírito de aliança e soma de esforços para a realização de um objetivo público a partir da sociedade. O fundo do projeto gerido pela SITAWI reflete no marco do financiamento o sentido da proposta geral da iniciativa, permitindo-nos reunir e mobilizar os recursos necessários para a prática e alcance das ações de forma compartilhada, efetiva e transparente.” José Marcelo Zacchi Nova Democracia.

Fórum Justiça
Com apoio da Ford Foundation, o Fundo Fórum Justiça tem como objetivo discutir a justiça com uma finalidade pública. O Fundo visa, também, a estimular o debate em torno do modelo democrático e republicano de justiça, observado o contexto latino-americano. A iniciativa foi contemplada com um montante de 200 mil dólares para executar suas atividades ao longo de dois anos. É de responsabilidade da SITAWI a gestão administrativa e financeira desse recurso.


Histórico de Fundos

Ellen MacArthur Foundationgestao-ellen
A Ellen MacArthur Foundation (EMF) é uma fundação inglesa com objetivo de inspirar uma geração a repensar, redesenhar e construir um futuro positivo através da transição para uma economia circular, regenerativa e restaurativa. Para isso, estabeleceu o Circular Economy 100 (CE100), um programa de inovação e colaboração pré-competitiva para ajudar organizações a desenvolverem novas oportunidades e realizar as suas ambições na economia circular mais rapidamente. Em uma única plataforma, promove o encontro de corporações, governos e cidades, instituições acadêmicas, inovadores emergentes e afiliados. Em 2015, a EMF lançou, no Brasil, a primeira rede local do programa, a CE100 Brasil, criando um fundo com a SITAWI para a gestão financeira do programa brasileiro.
Nuvemnuvem-ford_fundossite-01
A Nuvem é uma Estação rural voltada para experimentação, pesquisa e criação vinculada à tecnologia – arquitetura, comunicação, geração sustentável de energia – e à sustentabilidade – corpo, ecologias, alimentação, cultivos. Operando com metodologias colaborativas e abertas de desenvolvimento de projetos, um dos objetivos principais da Nuvem é possibilitar o acesso à informação desde os processos de criação e desenvolvimento, prezando, sobretudo, pela ação e pensamento produzidos desde o contexto rural. A SITAWI desempenha a gestão financeira do projeto.
Dá Pégestao-dape
A partir de uma campanha de Crowdfunding, a produtora Pindorama Filmes, em parceria com a SOS Mata Atlântica, levantou R$ 400 mil em campanha online para reflorestamento das margens do Rio Una, um importante afluente do Rio Paraíba do Sul que abastece Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. Saiba mais.
Rio+B / Sistema Bregular_logo-20sistema-20b
O Rio+B é um projeto que incentiva empresas e redes de negócios a avaliarem e tomarem consciência de seu impacto socioambiental, visando engajar a iniciativa privada na agenda de sustentabilidade da cidade do Rio de Janeiro. Realizado pelo Sistema B, o projeto faz uso de ferramentas mundialmente reconhecidas, gratuitas e online para avaliação de impacto socioambiental nas empresas. A SITAWI é responsável pela gestão financeira do Fundo. Conheça.
Desafio Brasil de Crowdfundinggestao-desafio
O Desafio foi criado para fomentar o maior crowdfunding social do país. Com mais de 115 projetos inscritos e 5 finalistas, a Acãochego venceu por voto popular e recebeu o prêmio de 50 mil reais e mais a consultoria das três plataformas – Benfeitoria, Doare e Juntos.com.vc – para captar 500 mil reais em uma campanha de Crowdfunding. O sucesso nesta empreitada atraiu mais organizações e doadores para o meio de doações digitais, funcionando como uma porta de entrada para engajamento no setor.
SouMinasGeraissouminasgerais
Em dezembro de 2015, artistas como Caetano Veloso, Criolo, Maria Gadú e Tulipa Ruiz se reuniram em shows beneficentes para auxílio às famílias impactadas pelo rompimento das barragens em Mariana-MG. As apresentações reuniram mais de 13 mil apoiadores da causa e o valor dos ingressos foi destinado ao Fundo Filantrópico SouMinasGerais, gerido pela SITAWI Finanças do Bem. Foram arrecadados R$ 450 mil, direcionados ao projeto colaborativo RiodeGente, uma pesquisa independente, coordenada pelo Greenpeace, para mensurar os impactos da catástrofe e apontar soluções para a reconstrução da Bacia do Rio Doce, em Minas Gerais.
Fundo Social FEM-Inovaçãogestao-fundo
Apoio ao lançamento da iniciativa internacional Gendered Innovation Accelerator (GIA) no Brasil. O objetivo do projeto é investir na redefinição das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC), apoiando a inovação com uma lente de gênero. Além de corrigir o desequilíbrio de gêneros entre os programadores de softwares, formado 85% por homens, o FEM-Inovação visa contribuir para a constituição de uma nova mentalidade e de novas oportunidades na área de TIC.
Entre em contato conosco e veja como podemos ajudar a responder:
  • Quais serão os objetivos da iniciativa social?
  • Quem irá executar esta iniciativa?
  • Como coordenar o fluxo financeiro de iniciativas que envolvem várias empresas e/ou unidades de negócio?
  • Como as iniciativas sociais propostas se encaixam no portfólio existente e valores do grupo?
  • Quais os benefícios fiscais disponíveis (foco em impacto social, não patrocínio)?